24/9/21
 
 
CTT. Correios passam de prejuízo para lucros de 17,2 milhões de euros

CTT. Correios passam de prejuízo para lucros de 17,2 milhões de euros

Jornal i 05/08/2021 19:33

Lucro do primeiro semestre é comparado com o prejuízo de dois milhões registado em igual período do ano passado. Rendimentos operacionais cresceram 18,2%.

Os CTT registaram lucros de 17,2 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, valor que compara com os prejuízos de mais de dois milhões de euros verificados em igual período do ano passado. O disparo de 19,2 milhões de euros foi “impulsionado principalmente pelo crescimento no EBIT [lucro antes de juros e impostos] recorrente”, segundo as contas da empresa enviadas à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). O EBIT recorrente ascendeu a 28,7 milhões de euros, mais 23 milhões do que no primeiro semestre do último ano, devido a “incrementos significativos” nos segmentos do ‘correio e outros’, ‘expresso e encomendas’, Banco CTT e nos serviços financeiros e de retalho.

Segundo as contas apresentadas pelos Correios, os rendimentos operacionais cresceram 18,2%, para 412 milhões de euros, mais 63,6 milhões do que no mesmo período de 2020.

O negócio de expresso e encomendas “continua a atingir novos máximos de rendimentos” neste semestre, tendo chegado aos 125,8 milhões de euros “impulsionados pelo forte desempenho da região ibérica”. Espanha mostrou resultados da estratégia delineada apresentando um crescimento de 25,3 milhões de euros (+79,5%) e Portugal de 15,3  milhões de euros (+29,6%). 

A empresa liderada por João Bento acrescenta também que nestes primeiros seis meses do ano, Espanha representou 45,5% das receitas do segmento expresso e encomendas, tendo este contributo crescido 8,0 p.p. neste semestre face a igual período do ano passado.

Já o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) dos CTT cresceu 60,6% no semestre, para 57,3 milhões de euros.

Os CTT não têm dúvidas de que a atividade económica nestes primeiros seis meses do ano “apresentou uma recuperação, apesar de continuarem a existir restrições relevantes impostas à população e às atividades económicas, cujo processo de reposição à normalidade tem sido muito influenciado pelo surgimento de novas estirpes”.

Já no que diz respeito ao Banco CTT, os rendimentos operacionais atingiram 45,7 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, valor que representa um um crescimento de 7,3 milhões de euros (+19,0%) face ao mesmo período do ano passado.

Segundo a nota dos CTT, a instituição bancária conseguiu dois milhões de euros com juros do crédito ao consumo (+12,4%). A empresa tem uma carteira de crédito automóvel e leasing, líquida de imparidades, de 602,3 milhões de euros, um aumento de 6,1%. No crédito à habitação, os juros obtidos estabilizaram face ao ano passado. No entanto, a carteira aumentou 7,5% face a dezembro do ano passado, para 564 milhões de euros.

Já no que diz respeito aos serviços financeiros e retalho, os Correios conseguiram rendimentos operacionais de 23,7 milhões de euros, mais 10,3% face ao semestre homólogo.

No que diz respeito às despesas, foram registados gastos operacionais no valor de 381,1 milhões de euros, um agravamento de 37,5 milhões de euros (10,9%).

Ler Mais


×

Pesquise no i

×