25/9/21
 
 
Fórum para a Competitividade alerta para incerteza

Fórum para a Competitividade alerta para incerteza

Jornal i 02/08/2021 17:43

Entidade liderada por Ferraz da Costa aplaude o processo de vacinação contra a covid-19 no país. 

“ O 3.º trimestre começou fraco e permanece com elevada incerteza em relação ao turismo, no momento em que este costuma ter um máximo de atividade”. O alerta é dado pelo Fórum para a Competitividade, na sua nota de conjuntura. 
A entidade liderada por Ferraz da Costa diz ainda que “agosto é, de longe, de importância capital”, mas lembra que “dado que o 2.º trimestre decorreu em linha com o esperado e que o turismo apresenta níveis tão elevados de incerteza, consideramos não ser adequado realizarmos, para já, qualquer revisão na nossa estimativa para o conjunto do ano, entre 1% e 3%”. 

Segundo o organismo liderado por Pedro Ferraz da Costa, o setor do turismo costuma nestes três meses “ter um máximo de atividade”. No entanto, chama a atenção para o facto de em julho ter havido uma queda generalizada da confiança nos diferentes setores, bem como uma diminuição da confiança dos consumidores. Apesar de em junho se ter registado uma recuperação quase total das dormidas dos portugueses nos alojamentos turísticos, o mesmo não aconteceu com as dos estrangeiros (-72%).

“Para os próximos meses, é de esperar que prossiga esta recuperação dual: muito melhor em relação ao mercado interno do que o mercado externo. As mais recentes medidas do Governo trazem algum alívio ao setor, mas não deverão ser suficientes para aproveitar o verão”, acrescentando que “em relação aos clientes externos, também se perspetivam melhorias, mas agosto dificilmente poderá igualar os valores do ano passado”. E refere que, a partir daí “deverá verificar-se uma combinação infeliz: quanto maior a recuperação, menos “turísticos” serão os meses”. 

O fórum aplaude o processo de vacinação contra a covid-19 no país. “A chamada quarta vaga iniciou-se mais cedo em Portugal e no Reino Unido (onde atingiu níveis mais elevados), mas também começou a dissipar-se mais cedo aí, desde meados de julho. Tem havido fortes progressos na vacinação em Portugal nas últimas semanas, que conseguiu ultrapassar (em termos de primeira dose) os Estados Unidos, a União Europeia, Espanha e outros países”, refere. 

 

Ler Mais


×

Pesquise no i

×