25/9/21
 
 
Bastonária oferece toalha para férias a contabilistas

Bastonária oferece toalha para férias a contabilistas

Jornal i 31/07/2021 12:52

A lista liderada por Paula Franco já entregou a candidatura para o próximo quadriénio. Foram entregues ‘12 pastas, 2.600 subscritores e mais de 10 mil assinaturas’, recolhendo assinaturas em tempo recorde.

Apesar de os contabilistas certificados já estarem prestes a ir a banhos, a atual bastonária não quis adiar a entrega da proposta de candidatura à liderança da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC).

A lista liderada por Paula Franco já entregou a candidatura para o próximo quadriénio. Foram entregues «12 pastas, 2.600 subscritores e mais de 10 mil  assinaturas», recolhendo assinaturas em tempo recorde.

Nas redes sociais, a bastonária lembra que «o tempo passa depressa», chamando a atenção para a atual fase que atravessamos. «Vivemos tempos conturbados, em que uma pandemia afetou como nunca as nossas vidas mas que juntos, conseguimos reforçar o nosso valor e o interesse público da profissão junto do tecido empresarial, Governo e sociedade civil».

Recorde-se que a entrega das propostas de candidatura terá como prazo limite o próximo dia 19 de setembro, já as eleições para os órgãos sociais da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC), para o mandato 2022-2025, realizam-se a 18 de novembro deste ano.

A Ordem que, conta com 68 mil membros inscritos, é atualmente liderada por Paula Franco, que iniciou funções em março de 2018. E o seu papel tem vindo a ganhar maior relevo, no que diz respeito ao esclarecimento de apoios que são atribuídos aos empresários e cujos contabilistas certificados têm uma missão desafiante de esclarecimento. Em declarações ao i, a bastonária reconhece que os contabilistas já funcionam ‘quase’ como psicólogos. «Atender telefonemas todos os dias é um dos trabalhos regulares de um contabilista. Atender os seus clientes, com as suas preocupações, em desespero – todos temos de contribuir para ser a solução», referiu Paula Franco.

 

Profissionais de férias mas com estilo

Com ou sem pandemia, os contabilistas entram agora nas suas férias fiscais. A Ordem não quis deixar passar esta data em branco e a justificação é simples: são as primeiras férias fiscais para os contabilistas e objetivo é que sejam aproveitadas o mais possível. Tão bem aproveitadas que a Ordem decidiu assinalar esta primeira vez com uma toalha de praia para todos os profissionais.

Em comunicado, a Ordem dos Contabilistas Certificados explica: «Com este gesto simbólico, mas pleno de significado, o Conselho Diretivo pretende celebrar, em comunhão com os contabilistas certificados, este marco sem paralelo, introduzido pela Lei n.º 7/2021».

É que, com a pandemia, o último ano e meio «que decorreu em ininterrupto contexto pandémico, foi especialmente desafiante para os profissionais e esta iniciativa é uma forma singela de reconhecer tudo o que fizeram pela contabilidade e, ao mesmo tempo, pela economia do país, prestando um inestimável apoio às empresas e aos empresários».

E, por isso, nada como um miminho para que aqueles que trabalharam tão arduamente neste contexto pandémico possam aproveitar melhor o seu verão.

E se é para aproveitar o verão, que seja de forma divertida: a Ordem decidiu ainda promover uma lógica de partilha, desafiando os membros a que façam chegar, durante o mês de agosto, uma fotografia – algures na praia, no campo ou em qualquer outro espaço de lazer – em que se façam acompanhar da toalha azul turquesa da OCC. Segundo a Ordem, a fotografia deve chegar  acompanhada por uma frase curta, alusiva à iniciativa, e do nome e número do membro. Todos os contributos serão publicados na revista Contabilista a disponibilizar no início de setembro e na rede social Flickr. Os associados apenas terão que enviar a foto para comunicacao@occ.pt.

Se a Ordem já recebeu muitas fotos ou não, não sabemos. Mas a verdade é que uma breve pesquisa pelas redes sociais permite perceber que os contabilistas estão, finalmente, a respirar fundo. E mais: estão a dar uso à famosa toalha azul turquesa que não passa despercebida à vista.

Aliás, na publicação onde a Ordem dos Contabilistas Certificados anuncia este ‘miminho’ para os seus associados, são vários os que elogiam a iniciativa e destacam a importância destas férias fiscais, muitos apelidando-as como um «marco histórico».

Uma vez que este é o primeiro ano, no site da Ordem dos Contabilistas Certificados disponibiliza um conjunto de informações úteis sobre a aplicação deste regime, para que «todos os contabilistas certificados melhor possam planear a sua agenda profissional e usufruir de um merecido descanso».

Recorde-se, aliás, que as férias fiscais foram uma medida apresentada pelo PCP e aprovada no âmbito das propostas de alteração do Orçamento de Estado. «Com esta iniciativa fica aberta a possibilidade de, à semelhança do que existe no setor da justiça, possam ser fixadas “férias fiscais” de modo a permitir que os contabilistas não sejam confrontados ininterruptamente com diversas notificações por semana, impossibilitando-os, na prática, de ter férias», justificaram os comunistas.

Em entrevista ao jornal i, Paula Franco admitiu que «as férias fiscais são tão importantes como as férias judiciais que já existem», disse, explicando que «é uma profissão que tem obrigações muito complexas e a questão dos cinco dias das notificações faz com que os direitos dos contribuintes não estejam salvaguardados, e no período de férias menos ainda».

Ler Mais


×

Pesquise no i

×