24/9/21
 
 
Rio acredita na recuperação de Tábua para PSD

Rio acredita na recuperação de Tábua para PSD

Tatiana Pio Jornal i 31/07/2021 11:25

O líder do PSD não faltou à apresentação da candidatura de Fernando Tavares Pereira à Câmara de Tábua e atirou críticas ao Governo do PS.

Desde 1993 que o concelho de Tábua, no distrito de Coimbra, não elege um presidente de Câmara do PSD. Fernando Tavares Pereira, no entanto, quer mudar isso. O candidato apresentou a sua proposta para a autarquia, num evento onde contou com a presença do próprio presidente do PSD, Rui Rio.

O antigo presidente da Câmara Municipal do Porto recordou os seus tempos como autarca e começou o seu discurso por relembrar a importância do poder local democrático, classificando as eleições autárquicas como «talvez mais importantes do que as legislativas», tomando em conta o poder dos autarcas no âmbito local. Se estas eleições são sempre importantes, afirma Rui Rio, as de 26 de setembro de 2021 serão ainda mais para o PSD, acusando os maus resultados do partido desde 2013. «Temos de recuperar uma parte substancial do terreno perdido», pede o Presidente do partido.

Para Rio, Tábua é um exemplo em que o resultado da coligação entre PSD e CDS-PP pode ser «excelente, por ter um candidato «trabalhador, o que é absolutamente essencial para ser um autarca».

O presidente do PSD, no entanto, aproveitou também o palco para criticar o Governo nacional do PS, defendendo o papel das eleições autárquicas no reforço (ou não) do Executivo.

«O que pretendemos nestas eleições de 2021, é que o Partido Socialista que está a governar o país perceba que o contentamento dos portugueses, que no princípio havia, hoje já não há, bem pelo contrário, estamos perante um Governo desgastado».

Rui Rio voltou a ecoar estas opiniões, em entrevista ao semanário Expresso, onde defendeu a reforma do sistema eleitoral e da Constituição, antes de voltar a apontar o dedo ao Executivo de António Costa, cuja continuidade, diz, dependerá dos resultados autárquicos. «Depende do resultado autárquico, isso também conta. Os governos saem sempre reforçados, fragilizados ou na mesma», afirmou Rio ao semanário.

Em Tábua, também Fernando Tavares Pereira tomou o palco para apontar o dedo à governação socialista da autarquia, que acusa de «não aplicar o dinheiro nos devidos lugares, a fim de dar apoio a quem precisa», mas sim em «projetos que não são necessários para o futuro de cada um», antes de fazer as suas promessas políticas para o concelho.

Ler Mais


×

Pesquise no i

×