27/7/21
 
 
Iberdrola diminui lucros em 18,4% no 1.º semestre devido a aumento de impostos

Iberdrola diminui lucros em 18,4% no 1.º semestre devido a aumento de impostos

Jornal i 21/07/2021 14:40

 O grupo Iberdrola reafirma as suas perspetivas para este ano e mantém as suas previsões de um lucro entre 3,7 e 3,8 mil milhões de euros e de um dividendo cobrado por ano de cerca de 0,44 euros brutos por ação, a ser pago em 2022.

 A Iberdrola teve um lucro de 1.531,3 milhões de euros no primeiro semestre do ano, uma queda de 18,4% em relação a um ano antes, principalmente devido ao aumento do imposto sobre as empresas no Reino Unido.

O grupo espanhol de produção de eletricidade explica em comunicado que, devido à aprovação deste aumento de impostos para 2023, que sobe de 19% para 25% e afeta os impostos diferidos no ano em curso, foi feita uma reafectação de 463 milhões de euros que não é recorrente nem significa uma saída de caixa.

O benefício líquido ajustado em junho cresceu 8,4% para 1.844 milhões de euros, de acordo com as contas enviadas hoje pela empresa à Comissão Nacional do Mercado de Valores Mobiliários (CNMV) espanhola.

Apesar dos impactos negativos, o grupo Iberdrola reafirma as suas perspetivas para este ano e mantém as suas previsões de um lucro entre 3,7 e 3,8 mil milhões de euros e de um dividendo cobrado por ano de cerca de 0,44 euros brutos por ação, a ser pago em 2022.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) alcançou os 5,444 milhões de euros no primeiro semestre do ano (um aumento de 10,2%), dos quais 85% vêm de redes e energias renováveis e 80% é gerado em países com uma classificação "A".

O EBITDA do primeiro semestre foi afetado pelo impacto negativo da covid-19 na procura (108 milhões) e pelo impacto positivo da taxa hidroelétrica em Espanha (265 milhões).

As receitas do grupo foram de 18.752,2 milhões, um aumento de 13,9%, e a carteira de projetos atingiu 81.500 MW, dos quais 25.200 MW (megawatts) são eólicas offshore.

Os investimentos aumentaram 37% para 4,909 milhões, com mais de 90% atribuídos ao desenvolvimento de novas capacidades renováveis e de redes inteligentes - metade foi feita nos Estados Unidos da América e Espanha.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×