20/10/21
 
 
Quatro mortos e mais de 150 desaparecidos em desabamento de prédio residencial em Miami | Fotogaleria

Quatro mortos e mais de 150 desaparecidos em desabamento de prédio residencial em Miami | Fotogaleria

Jornal i 25/06/2021 18:31

Os Estados Unidos aprovaram, esta sexta-feira, uma declaração de emergência na sequência do colapso do Champlain Towers South.

As autoridades norte-americanas continuam à procura de sobreviventes do desabamento parcial do prédio residencial de 12 andares no condado de Surfside, em Miami, nos Estados Unidos, esta quinta-feira.

Até ao momento, foram encontrados quatro mortos e estão desaparecidas 159 pessoas. Durante a noite de quinta-feira, os bombeiros resgataram mais três corpos entre os escombros.

Segundo a chefe-assistente dos operacionais, Ray Jadallah, as equipas de resgate estiveram atentas aos “sons humanos e de pessoas”, para serem socorridas, indicou a agência Reuters.

Os Estados Unidos aprovaram, esta sexta-feira, uma declaração de emergência na sequência do colapso do Champlain Towers South. Este documento dá autorização ao Departamento de Segurança Interna e concretamente à Agência Federal de Gestão de Emergências para gerir "todos os esforços de socorro para aliviar as dificuldades e o sofrimento causado".

Pelo menos, desde quinta-feira, 18 cidadãos de três países latino-americanos foram dados como desaparecidos, de acordo os consulados da Argentina, Paraguai e Uruguai.

As causas do desabamento ainda estão por apurar, porém em imagens e vídeos já recolhidos perto do local mostram que o centro do edifício colapsa primeiro, de forma a oscilar o lado do prédio mais próximo do mar e a desabar segundos depois, causando uma grande nuvem de pó pelo céu do bairro norte-americano.

Sabe-se que o telhado do Champlain Towers South estava em obras, contudo ainda é desconhecido se isso estará ligado com o acidente.

O Champlain Towers Southe era um prédio de 12 andares construído em 1981. De um total de 130 aparatmentos, 55 desabaram.

Famílias estão a ser acolhidas por hotéis e apoiadas com o acesso a refeições e medicamentos.

Ler Mais


Especiais em Destaque

×

Pesquise no i

×