18/10/21
 
 
IRC mínimo de 15% é um acordo ainda embrionário

IRC mínimo de 15% é um acordo ainda embrionário

AFP Daniela Soares Ferreira 12/06/2021 21:55

Ainda pouco se sabe sobre o acordo histórico alcançado pelos ministros das Finanças. 

Os ministros das Finanças do G7 alcançaram um importante e histórico acordo para implementar um IRC mínimo de 15% sobre os lucros das empresas multinacionais. Mas ainda pouco se sabe. Para já, o ministro britânico das Finanças, Rishi Sunak, garante que «garantirá que as empresas certas pagarão o imposto certo nos locais certos», o que significa que os europeus terão mais direitos para tributarem gigantes norte-americanas das tecnologias, como é o caso da Amazon, Facebook, Google ou Apple e definirem ainda um imposto mínimo para o IRC em todo o mundo. Por outras palavras, estas multinacionais serão forçadas a pagar mais impostos nos países onde fazem negócios e também onde estão sediadas.

E para Portugal? Paulo Rosa, economista sénior do Banco Carregosa explica ao Nascer do SOL que «Portugal é caracterizado por um tecido empresarial de microempresas e pequenas e médias empresas. É um país com poucas multinacionais e empresas de grande dimensão e por isso é dos menos beneficiados no acréscimo de receita. Todavia, poderá atrair algumas grandes empresas mundiais que atualmente estão sediadas em países com taxas de IRC bastante baixas».

Leia aqui o artigo na íntegra.

Ler Mais


Especiais em Destaque

×

Pesquise no i

×