3/8/21
 
 
Médicos e agentes funerários detidos pela PJ devido a esquema de falsificação de certidões de óbito

Médicos e agentes funerários detidos pela PJ devido a esquema de falsificação de certidões de óbito

Jornal i 01/06/2021 10:57

Nove pessoas foram detidas no âmbito da operação “Rigor Mortis”. 

A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois médicos e sete agentes funerários, suspeitos dos crimes de recebimento indevido de vantagem, corrupção, falsificação de documento e falsidade informática, em Bragança. 

Em comunicado, esta terça-feira, a PJ revela que desencadeou uma ação policial no dia de ontem, em várias localidades do município de Bragança. “Foram realizadas 29 buscas domiciliárias e não domiciliárias e detidas nove pessoas, seis homens e três mulheres, com idades compreendidas entre os 38 e os 67 anos”, informa a autoridade.

A investigação teve por objeto a “averiguação da intervenção de dois médicos que, enquanto autoridades de saúde (delegados de saúde), terão emitido e entregue a agentes funerários várias dezenas de certificados de óbito e respetivas guias de transporte de cadáveres, sem praticarem os atos médicos que lhes competia legalmente e mediante contrapartida financeira”, adianta a PJ.

Os detidos vão ser presentes às autoridades judiciárias competentes, para interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação tidas por adequadas.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×