03/03/2024
 
 
Itália. Salvini não vai ser julgado por impedir desembarque de navio com 131 migrantes

Itália. Salvini não vai ser julgado por impedir desembarque de navio com 131 migrantes

AFP Jornal i 14/05/2021 13:46

Estava acusado do crime de “sequestro de pessoas”.

O ex-ministro do Interior de Itália, Matteo Salvini, viu, esta sexta-feira, encerrado um processo contra si por ter impedido o desembarque do navio “Gregoretti”, que tinha 131 migrantes a bordo, em julho de 2019.

Salvini foi acusado do crime de “sequestro de pessoas”, mas o tribunal da Catânia decidiu arquivar o caso.

No entanto, um tribunal de Palermo decidiu, no mês passado, continuar um processo semelhante: o impedimento do desembarque de cerca de 150 migrantes resgatados por um navio espanhol, em agosto de 2019.

O ex-ministro disse “estar feliz” e dedicou o veredicto aos filhos, “aos bons italianos e estrangeiros”, e às forças de ordem, sublinhando que o seu objetivo era “defender a dignidade e as fronteiras italianas” e que “fará o mesmo” caso volte ao governo.

O caso ocorreu entre 27 e 31 de julho de 2019, quando o então ministro do interior impediu o desembarque de mais de uma cena de migrantes num porto italiano, fazendo com que ficassem durante vários dias a bordo do navio Gregoretti, no mar Mediterrâneo.

Na altura, estava em vigor uma “política de portos fechados” que tinha como objetivo  pressionar o resto dos Estados-membros da União Europeia (UE) a aceitar a realocação destas pessoas que chegavam às costas italianas, através da rota migratória do Mediterrâneo.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline