14/6/21
 
 
Insólito. Falos, múmias e arte feia: os museus mais estranhos do mundo

Insólito. Falos, múmias e arte feia: os museus mais estranhos do mundo

Sara Porto 14/05/2021 10:31

Os museus podem oferecer-nos as obras de arte mais belas algumas feitas pelo homem, fazendo-nos viajar no tempo e conhecer a nossa história. Mas, como em tudo, também existe o reverso da medalha: museus macabros, estranhos e incomuns.

Museu do Diabo, Kaunas
Lituânia

O Museu do Diabo de Kaunas está repleto de peluches e de peças antigas de madeira talhada. Foi criado por Antanas Žmuidzinavičius, artista e excêntrico local, que colecionou mais de duas mil representações do Diabo e de entidades demoníacas de todo o mundo. As peças em exibição incluem desde figuras políticas (Hitler e Estaline surgem representados como demónios, numa dança macabra), até galhos e calhaus que se assemelham a essa “figura das trevas”.

Museu do Sexo
Amesterdão

É também conhecido como o Templo de Vénus, a deusa do amor na mitologia romana. O museu foi inaugurado em 1985 e nos últimos anos conquistou tamanha popularidade que, atualmente, é um dos museus mais visitados da Holanda. Apresenta uma extensa coleção de fotografias, gravuras, pinturas e artefatos que permitem aos visitantes explorar a evolução da sexualidade humana ao longo dos tempos.

Além de objetos em formato de órgãos sexuais, que não deixam nenhum visitante indiferente, a exposição conta também com objetos como cintos de castidade de séculos passados, e outros objetos que ajudam a ilustrar a evolução do sexo ao longo da história.

Museu das Múmias
México 

Nem só no Egipto dos faraós havia múmias. Em meados do século XIX, centenas de corpos foram enterrados nas criptas do Panteão de Santa Paula, na Cidade do México. Mas as famílias que não conseguiam pagar o imposto sobre os serviços fúnebres cobrado pela cidade viam os corpos dos seus entes queridos exumados. Os cadáveres acabavam por se mumificar naturalmente, provavelmente devido aos fatores climáticos únicos da região. Os seus macabros corpos, incluindo corpos de crianças, estão agora em exibição no museu e podem ferir as suscetibilidades dos visitantes mais sensíveis.

Museu Internacional das Casas de Banho da Sulabh
Índia 

Localizado na agitada capital da Índia, Nova Deli, o Museu Internacional de Sanitas Sulabh apresenta a história da higiene e do saneamento desde 2500 a. C. até à atualidade. Das casas de banho douradas dos imperadores romanos às latrinas medievais, o museu documenta a evolução da sanita ao longo de diferentes eras. Como se os bacios com pinturas intrincadas não fossem suficientes, o museu alberga também uma coleção de raros poemas de latrina. Atualmente, o museu mais estranho da cidade, também ajuda os investigadores e especialistas em saneamento a aprender sobre as matérias-primas e tecnologias utilizadas no passado.

Museu do Cabelo
Turquia

Este que é sem dúvida um dos museus mais estranhos do mundo nasceu de uma despedida: quando uma amiga do ceramista turco Galip Körükçü se mudou de Avanos, resolveu deixar-lhe uma mecha do seu cabelo como lembrança. A partir daí gerou-se um fenómeno em que todas as mulheres que ouviam a história se deslocavam até ao local para lhe oferecer uma mecha dos respetivos cabelos. Aproximadamente 38 anos depois, a coleção de Galip conta com mais de 16.000 amostras de cabelo de todas as cores, o que lhe valeu uma entrada no Livro do Guinness.

Museu Atlântico
Lanzarote

Um museu debaixo de água? Sim, é possível. O Museu Atlântico fica 12 metros abaixo da superfície da costa sul de Lanzarote, o que faz dele o primeiro museu subaquático da Europa. Na sua coleção estão incluídas esculturas humanas criadas pelo artista britânico Jason de Caires Taylor, também criador do museu subaquático da costa de Cancun, no México. Cada uma das estátuas foi concebida com o objetivo de incentivar a vida debaixo de água e, o plano futuro é expandir o seu número para cerca de 300 exposições.

Museu Internacional da Espionagem
Washington D.C.

Contém a maior coleção pública de artigos de espionagem, fazendo luz sobre uma das profissões com mais segredos. Mini-câmaras, dinheiro falso, armas camufladas, máquinas de criptografia e outros gadgets dignos de James Bond mostram o papel da inteligência humana e dos espiões ao longo da história. Os visitantes podem participar em aventuras de espionagem interativas, adotar os seus próprios disfarces e desenterrar as histórias por detrás dos mais esquivos espiões, através de fotografias históricas e entrevistas em vídeo.

Museu Falológico
Islândia

Curiosidade ou obsessão? Dedicado ao estudo da filologia, este museu exibe mais de 215 pénis e partes de pénis de mamíferos terrestres e marinhos. Encontram-se em exibição falos de baleias, elefantes, morsas e de três humanos, bem como uma coleção eclética de arte fálica. O fundador do museu, Sigurður Hjartarson, desenvolveu um fascínio de vida pela filologia quando recebeu um pénis de boi em criança, um utensílio que funciona como chicote para animais de quinta. Em 1974, começou a colecionar pénis de baleias e, em 1990, abriu o museu original depois de ter acumulado uma quantidade significativa de exemplares.

Museu da Tortura
Amesterdão 

Entre os bares, restaurantes, bordéis e hotéis do coração de Amesterdão, encontra-se um sinistro museu que convida os seus visitantes a uma viagem no tempo até ao período negro da Europa, onde as torturas e as execuções eram consideradas normais. Da cadeira coberta de pregos da Inquisição às espadas de decapitação, o museu exibe mais de 40 instrumentos usados nos interrogatórios a suspeitos de crimes, de bruxaria e a prisioneiros políticos. Além disso, a instituição faz questão de alertar os estudantes que por lá passam para a tortura moderna, ainda praticada em quase 100 países.

Museu da Arte Feia
EUA

Quem disse que a arte tem de ser bela?Este museu foi criado para expor os trabalhos que alguns artistas nunca conseguiram apresentar em nenhuma outra galeria. Quadros de amadores, pessoas que têm uma paixão pela pintura, mas cujos talentos nunca conseguiram conquistar qualquer notoriedade. A coleção permanente inclui 500 peças de “arte feia de mais para ser ignorada”. Inicialmente instaladas na cave de uma casa particular em Boston, as obras de arte feia estão agora disponíveis para todos na Galeria Permanente MOBA, no Dedham Community Theatre, em Dedham Square, Massachusetts.

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×