20/6/21
 
 
Rumilly Vallières. A Alta-Saboia e seu pequenino milagre azul

Rumilly Vallières. A Alta-Saboia e seu pequenino milagre azul

Afonso de Melo 13/05/2021 17:51

Hoje, em Monte Carlo, no Estádio Luís II, uma equipa da IV Divisão faz história ao defrontar o Mónaco para as meias-finais do campeonato de França.

Às vezes o futebol faz favores à geografia. Hoje, o Rumilly defronta o Mónaco para as meias-finais da Taça de França e, nem toda a gente sabe ao certo onde fica Rumilly, essa comuna da Alta-Saboia, na região de Auvergne-Rhône-Alpes no sudeste de França. Na verdade, ninguém estava preparado para se deparar com a equipa do Rumilly nesta fase da prova, mas os factos estão aí, indesmentíveis em forma de resultados: Saint-Priest (5-1); Prix-les-Méziers (0-0 e 4-2 no desempate por grandes penalidades); Football Club d’Annecy (0-0 e 6-5 no desempate por grandes penalidades); Le Puy Foot 43 Auvergne (4-0); Toulouse (2-0). Nenhum papão pelo caminho, reconheça-se, mas afinal quem menos papão do que o próprio Rumilly, ou melhor, Rumilly Vallières desde que as equipas das duas pequenas cidades vizinhas resolveram unir-se para se tornarem mais competitivas. Deu resultado, pelos vistos. E, desta forma, é apenas pela quarta vez que um clube da IV Divisão atinge uma fase tão adiantada da prova.

Um clube tão pequeno tem, quase necessariamente, uma história pequena. Pouco mais do que renhidos combates com outros clubes próximos cuja rivalidade se vai acumulando à custa de copos de cavas nas esplanadas locais. Mas, nos últimos anos as passadas tornaram-se mais largas para o GFA Rumilly Vallières. Uma direção de gente jovem começou a trazer os assuntos da organização para os caminhos da informática e assentou os pés em campanhas publicitárias.

De um momento para o outro, bastava dois minutos em frente ao ecrã de um computador para que qualquer um se tornasse sócio do Rumilly e ficasse a conhecer as atividades programas para os tempos que aí vinham, até os campeonatos de petanca. Como é costume, gente mais jovem encontrou aí motivos de aderência. E a popularidade cresceu a olhos vistos.

A vitória. A vitória sobre o Toulouse Football Club, ganhou foros de um acontecimento fantástico. E, na verdade, foi-o. Mesmo que os derrotados tenham tentado embaciá-la apresentando um boletim clínico muito carregado com vítimas de covid. Quem abre a página oficial do clube da Alta Saboia, lê simplesmente: “L’essentiel de l’histoire du GFA Rumilly Vallières, c’est celle de la fusion des clubs de Rumilly et de Vallières, opérée en 2018. Une montée en National 2 et un quart de finale de Coupe de France plus tard, Les Bleus sont déjà dans l’histoire du football haut-savoyard”.

Nada de especialmente entusiasmante, convenhamos. Não ficamos com a boca a aguar para saber o que se passou para além da tal presença na Division II.

Mas a história não se faz apenas do passado. Faz-se do presente. E, para nós, o essencial da história do GF Rumilly Vallières atinge hoje o seu ponto mais alto e mais brilhante, às 20h15, quando os seus jogadores subirem ao relvado do Estádio Luís II, em Monte Carlo. Bruno Piccon, o presidente, não pode em si de contente: “Para um clube tão pequeno e tão jovem como o nosso vai ser um acontecimento incrível. Motivo de orgulho para todas as gentes da região e prémio para um grupo de jogadores na sua maioria naturais daqui que se têm comportado de uma forma maravilhosa. Recorde-se que somo o primeiro clube da Alta-Saboia a chegar aos quartos-de-final da Taça de França depois de 1945”.

Muitos comparam o percurso do Rumilly Vallières à extraordinária aventura do Évian Thonon Gaillard que, na edição da prova da época de 2012-13, chegou mesmo a atingir a final, acabando por ser derrotado pelo Bordéus, no Estádio de França, por 2-3. O sonho de Paris está em todos os jogadores do clube, desde o guarda-redes Delaunay, ao avançado-centro Aduma, passando por um português chamado José Ribeiro, defesa-central e filho de emigrantes já nascido em França. Mais uma curiosidade a acrescentar àquela que foi a grande surpresa de toda a época do futebol francês este ano. E foram muitas.

 

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×