20/10/21
 
 
"Maio do Azulejo" está de volta a Ovar

"Maio do Azulejo" está de volta a Ovar

D.R Jornal i 06/05/2021 16:20

Em Ovar, o mês de Maio é dedicado à celebração do azulejo. Este ano, da programação do evento fazem parte concertos de Gisela João e Rita Redshoes, visitas guiadas e ainda oficinas de criação de azulejos. 

 

Depois do cancelamento da edição de 2020 devido à pandemia de covid-19, e de o concelho do distrito de Aveiro ter assinalado o Dia Nacional do Azulejo apenas com a edição online de um livro de colorir, com ilustrações de inspiração cerâmica, a Câmara Municipal de Ovar definiu um programa que pretende ser “seguro, inclusivo e sustentável” para este ano.

Segundo o presidente da autarquia, Salvador Malheiro, em declarações à Lusa, o evento “tem em consideração o contexto e as necessidades” do momento actual, sobretudo ao nível de “preocupações individuais e colectivas” com a saúde e a segurança. 

O presidente explica ainda que “para além da possibilidade de visitas orientadas em qualquer dia e hora, de modo autónomo, destaca-se a aposta na experimentação, a oferta de actividades ao ar livre, a apresentação de novas formas de reinventar e explorar o tema azulejo, e a valorização de espaços emblemáticos da cidade através das artes performativas”.

Pela primeira vez, as visitas guiadas deverão incluir modelos específicos para o público com dificuldades de audição e visão. No dia 8 e 30 de Maio existirão tours com um intérprete de Língua Gestual Portuguesa, ao que acrescem durante todo o mês visitas para cegos e amblíopes, mediante marcação prévia.

Os concertos são de entrada livre e o primeiro é de Rita Redshoes, já esta sexta-feira, a partir da Igreja Matriz de Válega, ex-líbris municipal do património azulejar policromático. Para o dia 28 de Maio, está marcado o espectáculo do grupo Segue-me à Capela em parceria com a comunidade local, no pátio do Palácio da Justiça, onde a lotação será restrita e sujeita a inscrição antecipada.

Também com vagas limitadas e dependentes de reserva, segue-se o espectáculo de Jorge Fernando, a 29 de Maio, na Praça da República, os “Concertos à Janela”, no dia 30, em diferentes locais da cidade e, na mesma data, também o concerto de Gisela João em frente à Câmara Municipal.

Nas oficinas será possível explorar tanto o fabrico de azulejos como a criação de origami inspirados em motivos cerâmicos e náuticos. Entre as temáticas que serão abordadas, fará parte, por exemplo, a da ilustração para azulejo de figura avulsa, a de moldes cerâmicos para azulejos em relevo e a do prelo tipográfico para impressões de serigrafia. Da programação do Maio do Azulejo serão integrados ainda passeios fotográficos, uma exposição sobre cartazes arrancados às paredes e transformados em azulejos por Manuela Pimentel, e uma instalação artística em que Joana Abreu explora o preenchimento de vazios na criação de padrões decorativos.

O Dia Nacional do Azulejo, que se assinala esta quinta-feira, 6 de maio, foi instituído em 2017, depois da proposta apresentada em 2016 pelo projecto SOS Azulejo ao Parlamento. O SOS Azulejo é uma iniciativa do Museu de Polícia Judiciária que nasceu “da necessidade imperiosa de combater a grave delapidação do património azulejar português que se verificou recentemente de modo crescente e alarmante, por furto, vandalismo e incúria”, lê-se no site do projecto.

 

Ler Mais


Especiais em Destaque

×

Pesquise no i

×