7/5/21
 
 
Mário Bacelar Begonha 29/04/2021
Mário Bacelar Begonha

opiniao@newsplex.pt

O ensino da Cinesiologia Escolar e o M.E.

Depois de anos de estudo, de prática e de ensino, sabe-se hoje, que o Ensino da Cinesiologia Escolar tem que passar por três fases: a Actividade Sincrética, a Analítica e a Sintética

A Cinesiologia é a Ciência que estuda o movimento humano de forma científica, de acordo com a interação entre as estruturas, Morfológica, Orgânica e Perceptívo-Cinética e os sistemas, Nervoso, Hormonal e Humoral, tendo como objetivo realizar a Integração (S.N.), através do Arco Reflexo, após a Perceção de uma Excitação Táctil-Gnósica (placa sensível) e de percorrer as vias nervosas aferentes, obtém uma resposta motriz, após a dita Integração e a Interpretação que é transmitida pelas vias nervosas eferentes à Placa Motriz, obtendo-se assim o cumprimento do objetivo motor pretendido. Isto pode realizar-se a nível medular ou dos vários metameros só dependendo da complexidade do movimento. Ao cumprimento da ação pretendida chamamos o Estereótipo Motor-Dinâmico que traduz o domínio do corpo através dos vários comportamentos motores, quer Voluntário (Córtex), quer o Automático (Tálamos), quer ainda o Reflexo (Bulbo), ou seja, o corpo obedece ao controlo da mente de forma perfeita, realizando o movimento pretendido, gastando a menor energia possível com a máxima eficácia.

Depois de anos de estudo, de prática e de ensino, sabe-se hoje, que o Ensino da Cinesiologia Escolar tem que passar por três fases: a Atividade Sincrética, a Analítica e a Sintética, respetivamente na 2.ª e 3.ª Infâncias, na Adolescência e Juventude e por último na Maturidade. Significa isto que o movimento fica coordenado e ajustado no início da Maturidade (dos 30 aos 64), pode prosseguir nos Novos Velhos (65/75), nos Velhos (75/85) e pode ainda, em certos casos, nos Velhos-Velhos (após os 85). Convém acrescentar que não é possível saltar uma etapa, por que a Evolução do Pensamento corresponde ao Desenvolvimento do Cérebro, o que exige tempo sem esquecer que se processa de baixo para cima, ou seja, as partes mais nobres (Córtex), são as mais novas já que são as últimas a completarem a sua formação.

Assim a coordenação e sintonia entre Telencéfalo, Diencéfalo, Mesencéfalo, Metencéfalo e Mielencéfalo é que traduzem, e garantem, que tudo no nosso organismo se processa de forma correta e normal.

O que se pretende aqui dizer é que o Ensino Escolar da Cinesiologia tem que ser fruto de um estudo sério e demorado, com o objetivo de conferir saúde mental e física aos cidadãos e simultaneamente dar-lhes equilíbrio emocional, ao mesmo tempo que se deve processar a sua integração social, com inclusão social igualitária, com integridade de caráter, baseado no respeito por si próprio e pelos outros e, sobre tudo pelo ser humano que deve ser tratado com dignidade e respeitado e conservado como um ser que não se repete. Isto não é compatível com algumas pessoas que se intitulam P.Ts e que desenvolvem a sua atividade profissional em salas de musculação, esquecendo que o organismo humano não pensa em músculos mas sim em movimentos.

O Ministério da Educação tem que percecionar qual o seu papel na Educação Cinesiológica da Juventude que conta nas escolas, salvo raríssimas exceções, apenas com animadores de atividades desportivas e não com educadores através do movimento, tendo em vista preparar os futuros adultos para uma vida de relação, com saúde, com vitalidade e condições anímicas para atingirem a Felicidade Nacional Bruta, como ensinou Timbergen e Longevidade contribuindo assim para o crescimento e desenvolvimento do país e da nação.

 

NOTA – No artigo anterior, por lapso, foi afirmado que a hora de estacionamento, nas zonas vermelhas da EMEL era de 3.60 euros, quando na realidade é de 1.60 euros. Pelo lapso pedimos desculpa

 

Sociólogo

Escreve quinzenalmente

 


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×