5/12/21
 
 
Oferta de quartos para arrendar dispara 89%

Oferta de quartos para arrendar dispara 89%

Jornal i 21/04/2021 14:23

Dados do Idealista revelam aumento da procura em tempos de pandemia.

A oferta de quartos para arrendar em casa partilhada disparou 89% em março deste ano face ao mesmo mês do ano passado, segundo o marketplace imobiliário de Portugal, um estudo publicado pelo idealista.

Segundo esses dados, neste tempo marcado pela pandemia de covid-19, o Porto é a cidade onde mais cresceu a oferta de quartos para arrendar, com um aumento de 233% nos últimos doze meses, seguido por Braga (200%), Faro (97%), Lisboa (73%) e Setúbal (68%). Os dados revelam ainda que nenhuma das cidades analisadas apresentou descida na oferta de quartos.

Já no que diz respeito à oferta de quartos, a maior parte situa-se nas cidades de Lisboa (66%) e Porto (19%). Seguem-se Coimbra, com 6%, Braga (4%), Leiria, Setúbal e Aveiro, onde a oferta nacional representa 2% nas três cidades. 

No que diz respeito aos preços, é na cidade de Lisboa que se encontra a maior descida nos preços durante o último ano: um quarto custa em média menos 13%. Segue-se o Porto com uma descida de 7%. Segundo o idealista, em Braga, Coimbra, Faro e Leiria os preços mantiveram-se completamente estáveis durante o último ano, não existindo nenhuma variação nos preços dos quartos. No entanto, apesar do aumento da oferta, em Setúbal os preços crescem 6% durante o mesmo período, sendo a única cidade, das analisadas, que viu os preços subirem.

Apesar da descida de preços, Lisboa continua a ser a cidade mais cara para arrendar quarto: 350 euros mensais. Segue-se Faro, como a segunda cidade mais cara (300 euros por mês), Porto (280 euros por mês), Setúbal (275 euros por mês) e Braga (250 euros por mês).

Já arrendar um quarto em Coimbra e Leiria custa 200 euros por mês.

Ler Mais


×

Pesquise no i

×