10/5/21
 
 
MotoGP. GP de Portugal arranca hoje com todos os olhos postos em Miguel Oliveira

MotoGP. GP de Portugal arranca hoje com todos os olhos postos em Miguel Oliveira

José Miguel Pires 16/04/2021 08:36

O piloto de Almada já foi muito feliz em Portimão, e poderá repetir a vitória, numa temporada que começou com o pé esquerdo.

Chegou o tão aguardado momento para os fãs portugueses de MotoGP e de Miguel Oliveira. O Grande Prémio de Portugal decorre entre hoje e o próximo domingo, e as expectativas para a etapa de Portimão estão altas, após o sucesso da edição na temporada passada, que inaugurou a participação do Autódromo Internacional do Algarve no Campeonato Mundial de MotoGP, que deverá manter-se até 2022 nos seus calendários.

O Grande Prémio de Portugal serviu de palco à última etapa do Campeonato Mundial de 2020, e viu Miguel Oliveira, o piloto da KTM (naquele então corria com as cores da satélite Tech3), nascido em Almada, vencer a segunda corrida da sua carreira até ao momento, após a estrondosa primeira vitória no Grande Prémio de Estíria, na Áustria.

Agora, Oliveira está nas grandes equipas, após ter sido promovido ao plantel principal da KTM, mas as primeiras duas etapas do Campeonato Mundial de MotoGP de 2021 ficaram aquém das expectativas. Nos Grandes Prémios do Catar acabou no 13.º e 15.º lugar, fruto, em parte, de problemas técnicos, que acabaram por marcar o início da temporada do piloto português, que acumula um total de quatro pontos e o 16.º lugar na classificação geral.

Em Portimão, no entanto, Oliveira está ‘em casa’, e guarda as boas memórias da vitória do ano anterior. Porém, ao contrário do que aconteceu em novembro de 2020, não poderá haver adeptos a apoiar os pilotos. Ainda assim, a chegada de Oliveira ao Algarve foi marcante, com uma fila interminável de motards – estima-se que tenham sido três centenas de pessoas – a acompanhar o jovem piloto ao longo da estrada, com tarjas de apoio, bandeiras, fumos coloridos, um buzinão e o coro de motores a celebrar a chegada do piloto e a partilhar mensagens de apoio. Não obstante, Miguel Oliveira mostra-se focado, e evita pensar no resultado do ano passado, conforme anunciou na quinta-feira à comunicação social. “Pontuar aqui é uma oportunidade real e temos de fazer o fim de semana com essa mentalidade, mas sem pressão nenhuma, porque não temos de a repetir o resultado do ano passado”, garantiu.

A terceira etapa do Campeonato Mundial de MotoGP vai ser também o palco de um importante acontecimento: o regresso de Marc Márquez, o piloto espanhol, hexacampeão mundial, que falhou a maior parte da temporada de 2020 após um acidente em Jerez de la Frontera que resultou numa fratura no úmero direito. Agora, após várias operações, que o mantiveram fora das competições durante nove meses, Márquez arranca neste ano apenas na terceira corrida do calendário, com 40 pontos de atraso para o atual líder da classificação geral, o francês Johann Zarco, da Pramac Racing.

 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×