6/5/21
 
 
Suzana Garcia? Rio diz que crivos mudam conforme cargos e perfil dos concelhos

Suzana Garcia? Rio diz que crivos mudam conforme cargos e perfil dos concelhos

Jornal i 13/04/2021 22:18

"Se não fosse o perfil certo para Amadora, seguramente não teríamos aprovado", defendeu.

Rui Rio comentou, esta terça-feira, a escolha de Suzana Garcia para a corrida à Câmara da Amadora, destacando que se a advogada não tivesse o perfil certo, não teria sido aprovada.

“Se não fosse o perfil certo para Amadora, seguramente não teríamos aprovado”, disse o líder do PSD, depois de questionado sobre se o partido tem dois pesos e duas medidas nas escolhas dos candidatos, após José Silvano ter argumentado que Suzana Garcia “não se candidata à Assembleia da República para legislar”.

“O que ele disse foi que o crivo que se faz para uma candidatura a uma autarquia, não é exatamente o mesmo crivo que se faz para uma candidatura à Assembleia da República. E não estou a falar da pessoa em concreto, estou a falar das regras”, disse Rio, que falou aos jornalistas no Porto, à margem de uma conferência de imprensa acerca das medidas para travar a covid-19.

O líder do PSD sublinhou que o crivo que faz para uma candidatura a um concelho “não é rigorosamente igual ao crivo para uma candidatura de um concelho de perfil diferente”.

“O perfil que se requer para candidato à Câmara do Porto, não é exatamente igual ao que se possa requerer à câmara de Lousada, Baião ou Matosinhos. O perfil para um autarca ou para a Assembleia da República é diferente”, exemplificou.

Recorde-se que a candidata do PSD à Amadora é advogada e foi comentadora da TVI, onde manifestou posições consideradas polémicas como o apoio à castração química para pedófilos reincidentes, defendida pelo Chega.

A 7 de abril, na apresentação de mais 53 candidatos autárquicos, José Silvano, disse que Suzana Garcia é a “candidata mais indicada para ganhar” a Câmara da Amadora e que as suas posições públicas não põem em causa os valores do PSD.

"A posição da Suzana Garcia - que não se candidata à Assembleia da República para legislar, mas para a Câmara da Amadora - é uma posição que, no entender do PSD e que ela própria explica, não é de castração química, mas uma terapia medicamentosa de controlo da libido e apenas para reincidentes pedófilos", disse o coordenador autárquico.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×