12/5/21
 
 
CTT reabrem a 29.ª loja em sede de concelho

CTT reabrem a 29.ª loja em sede de concelho

Jornal i 13/04/2021 17:08

"Foi uma luta que o município e os fornenses travaram no sentido de reverter um serviço que nos foi retirado e que é importantíssimo para o concelho", disse o autarca.

Os CTT - Correios de Portugal vão reabrir hoje a loja de Fornos de Algodres, no distrito da Guarda, nas mesmas instalações onde funcionava antes de encerrar em finais de 2018.

“Esta é a 29.ª loja a ser reaberta, no âmbito do compromisso público dos CTT de reabrir lojas únicas em sede de concelho, tendo em vista o reforço da elevada proximidade às populações”, diz a empresa, em comunicado. 

O presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, Manuel Fonseca, mostrou-se satisfeito por os CTT reabrirem a loja que encerraram em finais de 2018, por se tratar de um serviço "muito importante".

"Foi uma luta que o município e os fornenses travaram no sentido de reverter um serviço que nos foi retirado e que é importantíssimo para o concelho", disse.

Manuel Fonseca lembrou que com o fecho da loja dos CTT a população não ficou privada dos serviços essenciais, "mas era sempre um terceiro que fazia esse serviço".

"Quando o serviço é prestado pelos CTT, naturalmente que a resposta é diferente daquela que era dada até aqui", justificou.

O responsável disse ainda que sente "uma alegria enorme" pela reabertura da loja dos CTT, tal como aconteceu em relação ao Tribunal.

No comunicado, os CTT indicam que, tendo em conta o atual contexto de pandemia e as regras de confinamento em vigor, "não farão, desde já, uma inauguração oficial com presença da Comissão Executiva, respeitando desta forma as regras em vigor e adiando o evento para quando as autoridades competentes assim o permitirem".

Os CTT informam também "que não existe um cronograma definido para a reabertura de lojas CTT, dado que é necessária uma análise detalhada a todas as variáveis envolvidas para que se efetue a reabertura".

"Desde logo, o espaço, os recursos humanos envolvidos, a relação existente com os parceiros e autarquias e as oportunidades em cada uma das localidades", acrescentam.

A fonte lembra que, até ao momento da reabertura, "as populações têm em cada local um posto de correio que presta todos os serviços do serviço público universal e ainda o pagamento de vales de pensões e faturas".

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×