20/6/21
 
 
Arrendamento acessível. Arrancam candidaturas

Arrendamento acessível. Arrancam candidaturas

Jornal i 05/04/2021 12:12

O prazo arranca quarta-feira. A concurso estão 54 habitações de tipologia  T1, T2, T3 e T4.

A partir de quarta-feira vão estar abertas as candidaturas ao concurso por sorteio de 54 habitações do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, I.P. (IHRU), no âmbito do Programa de Arrendamento Acessível.

De acordo com um comunicado do gabinete do ministro das Infraestruturas e da Habitação, as habitações a concurso são de tipologias T1, T2, T3 e T4, localizadas nos municípios de Águeda, Beja, Figueira da Foz, Guarda, Mação, Paços de Ferreira, Reguengos de Monsaraz, Santo Tirso, Sines e Trancoso. Os contratos de arrendamento destinam-se a habitação permanente dos agregados habitacionais.

“As candidaturas manter-se-ão abertas por um período de 10 dias. Os interessados poderão encontrar toda a informação sobre os concursos em www.portaldahabitacao.pt. As inscrições e os sorteios terão lugar através do referido portal, de forma desmaterializada. São admitidos a Concurso por Sorteio os concorrentes que estejam registados na Plataforma do Arrendamento Acessível, preencham as condições de elegibilidade do Programa e os requisitos do Aviso do Concurso”, informa ainda a tutela liderada por Pedro Nuno Santos.

De realçar que esta iniciativa enquadra-se no conjunto das soluções habitacionais disponibilizadas pelo Instituto para garantir o acesso à habitação às famílias que não têm resposta por via do mercado, nomeadamente as populações com rendimentos intermédios.

 

CML aprova renda acessível

Entretanto, também a Câmara Municipal de Lisboa (CML) anunciou ter aprovado a alteração ao modelo de concessão do Programa Renda Acessível, bem como o lançamento de mais três operações, em Benfica, Paço da Rainha e Parque das Nações.

Segundo a autarquia, as novas operações aprovadas envolvem a construção de cerca de 1000 habitações, das quais 700 em renda acessível, no âmbito deste programa destinado a responder às necessidades das famílias de rendimentos intermédios e de jovens em Lisboa. Em termos de tipologias, estão previstas casas que vão do T0 ao T4+.

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×