17/6/21
 
 
Tigela chinesa comprada por 22 euros numa venda de garagem foi vendida em leilão por 600 mil euros

Tigela chinesa comprada por 22 euros numa venda de garagem foi vendida em leilão por 600 mil euros

Jornal i 18/03/2021 16:59

A tigela foi comprada por um valor 29 mil vezes mais elevado do que foi pago, no ano passado, pelo objeto, encontrado em New Haven, no estado de Connecticut.

Comprada numa venda de garagem por apenas 22 euros (35 dólares), uma rara tigela chinesa de porcelana foi arrematada, esta quinta-feira, em leilão por 600 mil euros (cerca de 721,8 mil dólares) nos Estados Unidos.

O valor desta relíquia do século XV ficou significativamente acima dos 420 mil euros (500 mil dólares) que a leiloeira Sotheby’s estimava como valor máximo de venda.

A tigela foi comprada por um valor 29 mil vezes mais elevado do que foi pago no ano passado pelo objeto, encontrado em New Haven, no Estado de Connecticut.

A especialista em arte chinesa da Sotheby’s, Angela McAteer, disse à CNN que o objeto raro é conhecido como “tigela lótus”, devido à sua similaridade com a flor de lótus, e foi criada com as mesmas técnicas de produção de porcelana utilizadas na corte do Imperador Yongle (1403-1424), na China.

A tigela "tem um corpo de porcelana incrivelmente suave" e "um brilho acetinado, realmente oleoso", que "nunca foi replicado em futuros reinos ou dinastias chinesas", assinalou McAteer.

De acordo com a especialista da Sotheby’s, a peça de porcelana azul e branca tem um diâmetro de 15 centímetros, embelezada com decorações de flores de lótus, peónia, crisântemo e romã, tendo sido muito provavelmente usada na corte imperial chinesa.

"O imperador Yongle realmente promoveu a importância artística da porcelana", tornando objetos utilitários "em verdadeiras obras de arte", explicou McAteer.

Apenas 6 tigelas semelhantes são conhecidas e podem-se encontrar no National Palace Museum (Taipei), no British Museum e Victoria & Albert Museum (ambas no Reino Unido).

A identidade do comprador não foi divulgada pela leiloeira, tal como a do indivíduo que encontrou a tigela na venda de garagem em New Haven.

Para os 'caçadores' de antiguidades, a especialista da Sotheby’s aconselha que "procurem o equilíbrio e harmonia no desenho" e "avaliem a qualidade e a perícia usada no seu fabrico".

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×