9/5/21
 
 
Polícias brasileiras protestam em Brasília contra PEC emergencial

Polícias brasileiras protestam em Brasília contra PEC emergencial

O PEC abre caminho ao congelamento de salários, gratificações e outras vantagens dos polícias e forças de segurança em situações de crise financeira.

Milhares de elementos das forças de polícia e de segurança do Brasil participaram, esta quarta-feira, numa ação de protesto que teve lugar na capital do país, contra a promulgação, na passada segunda-feira, pelo Congresso brasileiro, da proposta de emenda constitucional (PEC) emergencial que prevê a possibilidade de o Governo brasileiro congelar o salário dos servidores públicos em caso de emergência fiscal ou de calamidade.

O protesto reuniu profissionais das mais de 20 categorias que integram as forças de segurança pública que compõem a União dos Policiais do Brasil (UPB), e reuniu cerca de dois mil automóveis, que desfilaram em protesto diante da Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Este foi o primeiro ato conjunto das entidades ligadas à UPB, e contou ainda com o apoio do Movimento Acorda Sociedade (MAS) e do Movimento Basta!.

Recorde-se que o PEC não exclui as forças de segurança. Embora o item referente à progressão de carreiras tenha sido retirado do texto em negociações de última hora, o diploma continua a possibilitar o congelamento de salários, gratificações e outras vantagens dos polícias e forças de segurança em situações de crise financeira. A questão tem gerado polémica, e várias chefias das autoridades brasileiras têm ameaçado com demissão devido a esta situação.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×