31/7/21
 
 
Polícia acusado da morte de Sarah Everard fica em prisão preventiva

Polícia acusado da morte de Sarah Everard fica em prisão preventiva

Jornal i 16/03/2021 14:29

Wayne Couzens apenas confirmou a sua identidade e data de nascimento.

O polícia britânico acusado da morte de Sarah Everard, cujo homicídio chocou o reino Unido e deu origem a várias manifestações, ficou em prisão preventiva depois de ter comparecido, esta terça-feira, perante um tribunal, para responder pelo sequestro e morte da londrina.

Wayne Couzens, 48 anos, voltará a tribunal a 9 de julho, quando terá de se declarar inocente ou culpado do homicídio de que está acusado, antes de ter início o julgamento, cuja data provisória é a 25 de outubro.

O oficial da unidade de Polícia de Londres responsável pela proteção de representações diplomáticas, marcou presença no tribunal, esta terça-feira, por videoconferência, partir de uma prisão de alta segurança da capital britânica, onde está detido. Wayne Couzens apenas confirmou a sua identidade e data de nascimento.

Recorde-se que o desaparecimento de Sarah Everard, 33 anos, ocorreu na noite de 3 de março, quando estava a caminho de casa depois de ter ido visitar uns amigos. O corpo da londrina foi encontrado uma semana depois num bosque na região de Kent, no sudeste do Reino Unido, sem que a causa da morte tenha sido divulgada.

A morte de Sarah Everard chocou e comoveu o país, tendo relançado o debate sobre a segurança das mulheres no espaço público, tendo primeiro-ministro britânico anunciado, segunda-feira, que iria alocar fundos para melhorar a iluminação das ruas de Londres e reforçar patrulhas de polícia.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×