20/4/21
 
 
EUA quer uma investigação independente a abusos em Tigray

EUA quer uma investigação independente a abusos em Tigray

AFP Jornal i 02/03/2021 17:43

"O secretário Blinken pediu que o Governo da Etiópia trabalhasse com a comunidade internacional para facilitar investigações independentes, internacionais e credíveis sobre os abusos e violações dos direitos humanos" na região do Tigray, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price.

O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, exortou hoje a Etiópia a autorizar uma investigação independente às alegadas violações de direitos humanos na região de Tigray, num telefonema com o primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed.

"O secretário Blinken pediu que o Governo da Etiópia trabalhasse com a comunidade internacional para facilitar investigações independentes, internacionais e credíveis sobre os abusos e violações dos direitos humanos" na região do Tigray, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price.

De acordo com a mesma fonte, o telefonema pretendeu "salientar a preocupação dos Estados Unidos com a crise humanitária e dos direitos humanos na região".

"Registando o número crescente de relatos credíveis de atrocidades, violações e abusos dos direitos humanos, o secretário de Estado exortou o Governo etíope a tomar medidas imediatas e concretas para proteger os civis, incluindo os refugiados, e para evitar mais violência", apontou Price.

Blinken insistiu no fim imediato das hostilidades e na retirada das forças externas de Tigray, incluindo as forças de segurança regionais de Amhara e as tropas da vizinha Eritreia.

O responsável da diplomacia norte-americana sublinhou também a necessidade de o Governo da Etiópia "honrar os seus compromissos", permitindo o acesso sem limites das organizações humanitárias àquela região do norte da Etiópia, onde desde novembro decorre uma operação militar contra as forças separatistas regionais.

"Os Estados Unidos continuam prontos a ajudar na resolução do conflito", reiterou Blinken, salientando o compromisso dos Estados Unidos "em fornecer assistência humanitária que salve vidas as populações vulneráveis".

O telefonema de Antony Blinken acontece depois de, na segunda-feira, o Governo da Etiópia ter rejeitado apelos dos Estados Unidos para a retirada das tropas federais etíopes e eritreias da província do Tigray.

 

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×