3/8/21
 
 
Itália quer investigação da ONU sobre a morte de embaixador na República Democrática do Congo

Itália quer investigação da ONU sobre a morte de embaixador na República Democrática do Congo

Jornal i 24/02/2021 10:54

O embaixador italiano Luca Attanasio, de 43 anos, e o seu guarda-costas, Vittorio Iacovacci, foram assassinados na segunda-feira durante um ataque armado contra o comboio humanitário do Programa Alimentar Mundial.

O ministro dos Negócios Estrangeiros italiano, Luigi Di Maio, pediu esta quarta-feira à ONU a abertura de um inquérito sobre a morte do embaixador italiano na República Democrática do Congo (RDC), "para que se faça luz sobre o que se passou".

"Nós pedimos formalmente ao Programa Alimentar Mundial (PAM) e à ONU a abertura de um inquérito para que se faça luz sobre o que se passou, as razões que justificam o sistema de segurança que tinha sido implementado e quem é o responsável por estas decisões (segurança)", afirmou o ministro. "Nós dissemos também que esperamos, o mais rapidamente possível, respostas claras e exaustivas", acrescentou.

O embaixador italiano Luca Attanasio, de 43 anos, e o seu guarda-costas, Vittorio Iacovacci, foram assassinados na segunda-feira durante um ataque armado contra o comboio humanitário do Programa Alimentar Mundial, perto da fronteira com o Ruanda. O motorista que os acompanhava, Moustapha Milambo, também morreu no ataque. 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×