5/12/21
 
 
PIB dos países da OCDE caiu 4,9% em 2020,

PIB dos países da OCDE caiu 4,9% em 2020,

Jornal i 18/02/2021 14:43

A OCDE destaca os números das principais economias mundiais. Com base em estimativas provisórias, o relatório indica que os Estados Unidos perderam 3,5% do PIB em 2020, o Reino Unido 9,9%, Itália, 8,9%, e França, 8,2%. Nos países da União Europeia (EU), a redução do PIB foi de 6,3%.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) caiu 4,9% em 2020, o maior declínio desde o início das séries estatísticas em 1962, informou esta quinta-feira a organização – o que contrasta com o aumento de 1,6% registado nas economias destes países em 2019.

Com base em estimativas provisórias, o relatório indica que os Estados Unidos perderam 3,5% do PIB em 2020, o Reino Unido 9,9%, Itália, 8,9%, e França, 8,2%. Nos países da União Europeia (UE), a redução do PIB foi de 6,3%.

As contrações da atividade económica surgem num ano em que os países impuseram restrições severas ao comércio e à mobilidade para combater a pandemia. No quarto trimestre de 2020, a economia da OCDE – composta por 37 países – abrandou, registando um ligeiro aumento de 0,7% em relação ao trimestre anterior. No terceiro trimestre, as economias tinham alcançado um crescimento elevado devido à flexibilização das restrições na luta contra a covid-19.

A OCDE concluiu que os países europeus foram os mais atingidos no último trimestre do ano passado, com declínios da atividade económica. Na UE, o PIB caiu 0,4% no quarto trimestre, depois de um aumento de 11,5% no trimestre anterior, quando as medidas restritivas tinham sido flexibilizadas.

O PIB da Alemanha cresceu 0,1%, enquanto o da França e Itália diminuíram 1,3% e 2%, respetivamente, no último trimestre de 2020. Estas são as únicas três economias europeias às quais o relatório da OCDE faz uma menção especial.

No entanto, outras zonas tiveram um melhor desempenho económico: o Japão cresceu 3% no último trimestre de 2020, o Canadá, 1,9%, e os Estados Unidos e o Reino Unido, 1%, em ambos os casos.

Ler Mais


×

Pesquise no i

×