9/5/21
 
 
Gouveia e Melo: "Julgo que um verão normal não teremos"

Gouveia e Melo: "Julgo que um verão normal não teremos"

Facebook/Marinha Portuguesa Jornal i 09/02/2021 22:32

O novo coordenador da task-force responsável pelo Plano Nacional de Vacinação contra a covid-19 afirmou que a imunidade de grupo só será atingida no final do verão e que "há a expectativa de ter toda a população vacinada" até ao Natal.

O novo coordenador da task-force responsável pelo Plano Nacional de Vacinação contra a covid-19, o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, afirmou, esta terça-feira, que este ano não haverá "um verão normal", tendo em conta que a imunidade de grupo só deverá ser atingida no final desta estação.

"Julgo que um verão normal não teremos, porque o processo de vacinação ainda não estará na fase de imunidade de grupo", afirmou, numa entrevista à TVI. No entanto, afirma que, no Natal "há a expectativa de ter toda a população vacinada" se "não houver mais atrasos" por parte das farmacêuticas na entrega das vacinas contra o novo coronavírus.

Sobre a possibilidade de vacinar pessoas com mais de 65 anos com a vacina fabricada pela AstraZeneca, o militar afirma que "esse cenário existe sempre". "A DGS não disse que não era uma vacina indicada", sublinhou, lembrando que a vacina foi aprovada pela Agência Europeia do Medicamento para pessoas com mais de 18 anos, apesar de haver países que desaconselham a sua administração em pessoas idosas. 

“Essa dúvida está a ser tirada na realidade, porque ela está a ser aplicada no Reino Unido e nos EUA sem restrições”, afirmou. “Portanto, essa dúvida, como está a ser aplicada a centenas de milhares de pessoas, perto de milhões de pessoas, muito rapidamente há-de ser retirada”.

“É melhor ter uma vacina que não produz efeitos negativos e só produz efeitos positivos. Pode haver a dúvida de quanto é esse efeito positivo, mas se eu lhe perguntar se prefere ter um comprimido que não tem efeitos negativos e pode produzir efeitos positivos — não sei exatamente quanto — a senhora prefere não tomar o medicamento?”, questionou, apesar de não estar, para já, previsto o administração desta vacina em pessoas com mais de 65 anos.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×