15/5/21
 
 
Casamentos. Mais de 34% das empresas com perdas de 90%

Casamentos. Mais de 34% das empresas com perdas de 90%

Dreamstime Jornal i 07/02/2021 18:05

Setor apelida 2020 de “ano drástico”. Foram realizadas apenas 16,8% das comemorações do casamento.

Num ano em que a pandemia afetou vários setores, o dos casamentos não foi exceção. No ano passado, foram apenas realizadas 16,8% das comemorações do casamento, revela o mais recente estudo realizado pela BestEvents e pela revista I Love Brides.

Os dados revelam que a maioria dos casamentos (66,2%) foi adiada para este ano, 7,7% foram adiados para 2022 e 26,1% dos casamentos foram mesmo cancelados.

O estudo revela ainda que houve 55,8% das empresas do setor não conseguiram remarcar alguns dos serviços e, destas, 38% foi mesmo obrigada a devolver o sinal aos clientes. Em termos de faturação, 34,2% das empresas tiveram perdas de cerca de 90%cerca de 20% de empresas com quebras de 80% e 18% não teve qualquer faturação durante o ano de 2020.

Apesar da incerteza, 46% das empresas inquiridas estão confiantes que a retoma poderá acontecer já este ano.

As responsáveis pelo estudo apelam à união do setor no sentido de continuar a fazer chegar ao Governo as suas preocupações e propostas.

Jorge Ferreira, da BestEvents, empresa responsável pela organização de feiras nacionais e internacionais dedicadas ao casamento, destaca que “todas as empresas fizeram um grande investimento no sentido de adaptar os seus espaços e serviços às normas emanadas pelas autoridades de saúde” ao longo dos últimos meses.

Ainda assim, é necessário que “haja uma mensagem de confiança por parte do Governo ao mercado. Não podemos esquecer que é uma atividade sazonal, por isso essa mensagem de confiança vem no sentido de garantir a sustentabilidade e a recuperação da confiança dos clientes. É importante que o governo apresente uma previsão de data para o setor começar a operar”. 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×