28/2/21
 
 
Golpe de Estado no Myanmar. Exército assume controlo do país durante um ano

Golpe de Estado no Myanmar. Exército assume controlo do país durante um ano

Jornal i 01/02/2021 09:58

A chefe do Governo, Aung San Suu Kyi, foi detida pelo exército.

O Exército de Myanmar declarou, esta segunda-feira, o estado de emergência e anunciou que vai tomar o controlo do país durante um ano,

A chefe de facto do Governo de Myanmar, Aung San Suu Kyi, foi detida pelas Forças armadas birmanesas que designaram um general como Presidente interino.

Numa declaração divulgada na cadeia de televisão do exército Myawaddy TV, os militares acusaram a comissão eleitoral do país de não ter posto cobro às "enormes irregularidades" que garantem ter existido nas legislativas de novembro, eleições nas quais o partido de Aung San Suu Kyi venceu por larga maioria.

Os militares evocaram os poderes que lhes são atribuídos pela Constituição, redigida pelo Exército, que lhes permite assumir o controlo do país em caso de emergência nacional.

O vice-presidente Myint Swe, nomeado para o cargo pelos militares, graças à tal reserva prevista na Constituição, passa a assumir a presidência, enquanto o chefe das Forças Armadas, Min Aung Hlaing, será responsável por fiscalizar as autoridades, indicou o canal Myawaddy News.

"Fomos informados que Suu Kyi está detida em Naypyidaw [a capital], supomos que o Exército está em vias de organizar um golpe de Estado", afirmou o porta-voz do partido, a Liga Nacional para a Democracia (LND), acrescentando que outros responsáveis do partido também foram detidos.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×