28/2/21
 
 
MAI reforça resposta à pandemia com 496 equipas especializadas nos bombeiros

MAI reforça resposta à pandemia com 496 equipas especializadas nos bombeiros

Eduardo Martins Jornal i 30/01/2021 19:41

Reforço consiste no apoio, socorro e transporte de doentes, através da afetação permanente de uma ambulância de socorro e respetiva tripulação, 24 horas por dia e 7 dias por semana.

 A resposta à pandemia foi reforçada com 496 equipas especializadas nos corpos de bombeiros voluntários para o apoio às operações na área de saúde pública, anunciou, este sábado, o Ministério da Administração Interna (MAI).

“Todos os distritos do território continental contam já com equipas especializadas nos corpos de bombeiros voluntários, num total de 496 equipas que estão a reforçar as operações de apoio na área da saúde pública e a resposta à pandemia da doença covid-19”, lê-se num comunicado da tutela liderada por Eduardo Cabrita.

O MAI lembra que estas equipas estão a ser criadas na sequência de um despacho da Secretária de Estado da Administração Interna, do passado mês de novembro, “e intervêm no apoio, socorro e transporte de doentes, através da afetação permanente de uma ambulância de socorro e respetiva tripulação, 24 horas por dia e 7 dias por semana”.

“O Decreto que regulamentou o Estado de Emergência, de 14 de janeiro, veio também determinar a operacionalização deste dispositivo permanente, alargando a sua atuação à assistência às operações no âmbito do plano de vacinação contra a covid-19”, acrescenta a mesma nota.

Na Região Norte estão criadas 135 equipas especializadas, na Região Centro 169 equipas, na Região de Lisboa e Vale do Tejo 108 equipas, no Alentejo 63 equipas e no Algarve 21 equipas.

A medida assegura também o fortalecimento da capacidade financeira das Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários (AHBV), com o pagamento de um “valor diário de 85 euros por cada veículo, suportado pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil. O pagamento corresponde a um valor mensal de cerca de 1,3 milhões de euros”.

"O Ministério da Administração Interna reforça assim, através da criação destas equipas especializadas, a resposta operacional dos corpos de bombeiros perante o agravamento da situação epidemiológica e fortalece a capacidade financeira das AHBV", destaca o Governo.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×