6/5/21
 
 
Polónia proíbe aborto em praticamente todos os casos

Polónia proíbe aborto em praticamente todos os casos

AFP Redação 28/01/2021 22:32

O conservador Governo polaco ignorou meses de protestos massivos, proibindo o aborto mesmo em caso de má formação fetal irreversível.

A Polónia, que já tinha algumas da leis mais rígidas contra o aborto na Europa, passou a ter regras ainda mais estritas, a partir da meia noite de quarta-feira. A nova legislação penaliza mulheres que abortem mesmo em casos de deformação fetal grave ou irreversível. 

Apesar de ainda ser permitido o aborto em casos de violação ou incesto, estima-se que 98% dos abortos efetuados na Polónia, em 2019, foram devido a malformações fetais. Agora, nos casos mais críticos, muitas polacas terão de levar até ao fim gravidezes em que sabem que o feto não sobreviverá, enfrentando todos os danos psicológicos e físicos que daí resultam. Todas os anos, cerca de mil mulheres abortavam na Polónia - estima-se que 200 mil o tenham feito ilegalmente ou viajando para o estrangeiro.  

O Governo do partido Lei e Justiça, que tem laços estreitos com a conservadora Igreja polaca, não se deixou demover pelos protestos massivos dos últimos meses. Mal a nova lei entrou em vigor, milhares de pessoas saíram à rua, furiosas, e em rutura com o confinamento. O próprio presidente da Câmara de Varsóvia, Rafał Trzaskowski, apelou às mulheres que se manifestassem pelos seus direitos.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×