27/9/21
 
 
Benfica deixa fugir dois pontos com Nacional

Benfica deixa fugir dois pontos com Nacional

PATRÍCIA DE MELO MOREIRA / AFP Jornal i 25/01/2021 19:00

As ‘águias’ empataram com o Nacional em casa, numa partida fustigada pelo surto de casos no plantel ‘encarnado’.

A partida ainda não tinha começado, e já estava envolta em polémica. No dia anterior, o SL Benfica fez um apelo aos insulares para aceitarem um adiamento do jogo, fruto do alto número de casos de covid-19 que se contabilizam na equipa da Luz. O Nacional, no entanto, não cedeu, e o confronto aconteceu mesmo na segunda-feira.

O Benfica, recorde-se, conta com 17 casos positivos de covid-19 em elementos do staff, bem como 10 jogadores infetados, que não puderam pisar o relvado da Luz contra o Nacional. Foram eles Diogo Gonçalves, Gilberto, Vertonghen, Waldschmidt, Grimaldo, Otamendi,  Nuno Tavares, Helton Leite, Vlachodimos e Everton.

As falhas no plantel levaram Jorge Jesus a ter de puxar pela sua criatividade para construir uma equipa perante o Nacional. Sem a possibilidade de utilizar Helton Leite e Vlachodimos,  a maior novidade foi a presença de Svilar na baliza. O belga de 21 anos contava, nesta temporada, com seis presenças na equipa B do Benfica, e está no Benfica desde 2017. Na segunda-feira, foi o seu momento de brilhar, e (...).

A partida começou com as ‘águias’ a todo o gás, tendo sido só precisos 8 minutos para marcar o primeiro golo, apesar de ter sido invalidado pelo VAR. João Ferreira assistiu Chiquinho e o médio ofensivo bateu Daniel Guimarães, mas o vídeo-árbitro mostrou que o autor da assistência estava em posição irregular ao receber o passe de Rafa, e o marcador regressou a zeros.

Mas aos 14 minutos Chiquinho não perdoou, e, depois de receber o cruzamento de Pizzi, cabeceou, dentro de todas as legalidades, para dentro da baliza do Nacional, fazendo o um a zero para o Benfica, resultado que se manteve até ao intervalo.

A segunda parte começou, no entanto, com o Nacional a atacar, e aos 48 minutos os madeirenses atingiram mesmo a igualdade no marcador, com Bryan Róchez a cabecear para dentro da baliza de Svilar, e a fazer o um a um.

A partida continuou com as ‘águias’ desesperadas por não deixar fugir os dois pontos, e Seferovic esteve muito perto de regressar à vantagem aos 83 minutos, mas sem sucesso.

O resultado final seria mesmo um empate a uma bola, que deixa um pano de fundo para o FC Porto se afastar do Benfica, caso vença o Farense na partida marcada para segunda-feira, às 20h15.

 

Ler Mais


×

Pesquise no i

×