4/3/21
 
 
UE quer "reforço significativo" de sanções contra Rússia

UE quer "reforço significativo" de sanções contra Rússia

AFP Jornal i 21/01/2021 17:37

Decisão surge após a detenção do opositor Alexei Navalny.

O Parlamento Europeu aprovou esta quinta-feira uma resolução – com 581 votos a favor, 50 contra e 44 abstenções – em que pede um “reforço significativo das medidas restritivas contra a Rússia”, no seguimento da detenção do opositor Alexei Navalny.

Estas sanções devem visar os “oligarcas russos ligados ao regime, membros do círculo íntimo do Presidente Putin e propagandistas dos media que possuam bens na UE”, além dos “indivíduos e entidades legais” ligados à detenção de Navalny, escreve a agência Lusa.

Os eurodeputados pediram ainda às autoridades russas a libertação imediata do opositor, afirmando que “a sua detenção e o modo como decorreu são contrárias à lei internacional e à constituição russa”. Outros apelaram ao cancelamento dos trabalhos no gasoduto Nord Stream 2.

Alexei Navalny foi detido no passado domingo, dia 17 de janeiro, à chegada do aeroporto de Moscovo, na Rússia, depois de ter passado vários meses na Alemanha a recuperar de uma tentativa de homicídio por envenenamento.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×