8/3/21
 
 
Metade dos europeus pretende viajar nos próximos seis meses

Metade dos europeus pretende viajar nos próximos seis meses

AFP Jornal i 20/01/2021 14:06

Dos 5.742 inquiridos, 40% estão dispostos a viajar para outro país europeu, enquanto 36% prefere viajar pelo seu próprio país.

Mais de 50% dos 5.742 europeus inquiridos no final de 2020 pela European Travel Commission (ECT) pretende viajar nos próximos seis meses. Apesar de a maioria dos países da União Europeia estar a assistir a uma terceira vaga da pandemia, um terço dos inquiridos pretende viajar já na primavera. 

No questionário sobre o Sentimento de Monitorização de Viagens Domésticas e Intraeuropeias, apenas 12% disse querer viajar entre janeiro e fevereiro. “A confiança nas viagens aéreas também parece estar a aumentar constantemente: 52% dos europeus declaram agora que estão dispostos a viajar de avião, em comparação com 49% em setembro”, lê-se num comunicado. 

Dos inquiridos, 40% estão dispostos a viajar para outro país europeu, enquanto 36% prefere viajar pelo seu próprio país. O lazer (63%), visita a amigos e familiares (21%) e as viagens de negócios (9%) são os motivos apontados as viagens de curta duração.  

Segundo a ETC, os “protocolos rigorosos de saúde e segurança criam confiança e paz de espírito e tornam as viagens mais agradáveis”, sendo que “cerca de 67% dos inquiridos sentem-se suficientemente seguros e relaxados para desfrutar da sua viagem quando os protocolos rigorosos estão em vigor e apenas 22% dos europeus afirmam que tais medidas podem, até certo ponto, estragar a experiência de viagem, enquanto outros 11% afirmam que não lhes faz diferença". 

No entanto, as medidas de quarentena, o aumento dos casos de covid-19 no destino e a possibilidade de contágio durante as férias continuam a ser “as principais preocupações dos europeus com planos de viagem a curto prazo”. 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×