9/3/21
 
 
Alcoyano. "Nenguno más duro que nosotros!!!"

Alcoyano. "Nenguno más duro que nosotros!!!"

Afonso de Melo 20/01/2021 08:34

Hoje, para a Copa do Rei, o Real Madrid vai a Alcoy, onde mora uma das equipas mais rijas do futebol espanhol. E ela orgulha-se disso!

Tem sido fértil em surpresas esta edição da Copa do Rei, em Espanha. De tal ordem que hoje, para os 16-avos-de-final, o Real Madrid vai ter de se deslocar a Alcoy para defrontar o Club Deportivo Alcoyano, atualmente na ii Divisão B. Não deixa, por isso, de ser um clube com alguma história. Fundado em 13 de setembro de 1928, chegou por quatro vezes à divisão principal, nas épocas de 1945/46, 1947/48 e 1948/49, e ainda em 1950/51. Chamaram-lhe La Época Dorada e com razão, a despeito de o Alcoyano só por uma vez ter conseguido a permanência. E, acreditem ou não, nesse ano histórico em que não foi despromovido ficou à frente do Real Madrid, no décimo lugar, com 22 pontos, cabendo aos merengues o 11.o, com 21, a milímetros daquilo a que eles chamam o descenso.

Alcoy é uma cidade do sudoeste de Espanha, na província de Alicante, Comunidade Valenciana. Conta com cerca de 60 mil habitantes e ganhou forte relevância durante a revolução industrial espanhola, tendo sido um forte centro de fábricas de têxteis e metalúrgicas. Logo, pelas 20h00, o Estádio de El Collao, que existe desde 1921 e foi o centro desportivo do Real Alcodiam Deportivo, antecessor do Alcoyano, vai rebentar pelas costuras e, provavelmente, haverá meia dúzia de atrevidos capazes de se pendurarem nos postes de iluminação para espreitarem este encontro histórico e excitante. É verdade que o Real Madrid se tem dado bem com o seu adversário de Alcoy – em 2013 disputaram uma eliminatória da Taça do Rei, a duas mãos, e os madridistas venceram ambos os jogos – 3-0 e 4-1. Mais um motivo para acrescentar ao seu enorme favoritismo.

Campeonato Para já, nas duas eliminatórias que disputou, o Alcoyano despachou o Laredo, da iii Divisão (4-1), e o Huesca, da i Divisão (2-1). Por seu lado, o Real Madrid foi dispensado das duas rondas iniciais da Copa por causa da Supertaça de Espanha, que tem agora um novo sistema, em final-four. Por isso, também Barcelona, Athletic Bilbao e Real Sociedad só entrarão esta semana em campo.

Mas voltemos atrás e deitemos uma vista de olhos aos confrontos que Alcoyano e Real Madrid tiveram de disputar quando os rapazes de Alcoy militaram na divisão principal. Oito jogos divididos nas tais quatro presenças, como está bem de ver. E os merengues não tiveram facilidades, exceto por uma vez. Em 1945-46, duas vitórias para o Real, 3-1 fora e 1-0 em casa; em 1947-48, o Alcoyano levou a melhor – empatou em Madrid (2-2) e venceu no El Collao (2-1); em 1948-49, Chamartín assistiu à vitória dos seus (3-1), mas o empate na segunda mão foi renhido (2-2). Finalmente, na última época do Alcoyano na i Divisão, derrota dolorosa em Madrid (0-7), apenas ligeiramente vingada com vitória caseira (2-1).

Muitos talvez não tenham ouvido falar deste clube que tem como idiossincrasia a luta contínua dentro do retângulo de jogo. A valentia dos seus jogadores tornou-se tão lendária que o futebol em Espanha adotou uma frase emblemática à conta dela: “Tener más moral que el Alcoyano”. É sobretudo esse o orgulho das gentes desse clube de Alicante. Tal como gostamos de dizer “alma até Almeida”, os habitantes de Alcoy assumem a sua atitude guerrilheira: “Ninguno más duro que el Alcoyano!” E será assim que, mais logo, subirão ao relvado.

 

 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×