28/2/21
 
 
GNR controla jovem de 21 por pulseira eletrónica após detenção por violência doméstica

GNR controla jovem de 21 por pulseira eletrónica após detenção por violência doméstica

Jornal i 18/01/2021 21:22

GNR deteve o rapaz que, “movido por ciúmes”, esfaqueiou ex-namorada, sequestrou-a e ainda forçou relações sexuais, em Amarante.

A Guarda Nacional Republicana (GNR), em parceria com o Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas de Penafiel, deteve um homem de 21 por violência doméstica, em Amarante, e está, neste momento, a ser controlado por pulseira eletrónica.

“No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito, movido por ciúmes, passou a controlar todos os movimentos da vítima, sua namorada de 21 anos, e a ter um comportamento violento com ela, dirigindo-lhe diversas ameaças de morte e agredindo-a fisicamente”, pode ler-se no site oficial da GNR.

O relacionamento amoroso do casal durou quatro anos, até ao final de 2019, a rapariga ter decidido terminar com o namoro, por ficar esgotada com as crises de ciúmes e com o controlo obsessivo do rapaz de 21 anos.

No entanto, a situação apenas piorou. O jovem passou a vigiar constantemente a ex-namorada, tanto que lhe partiu três telemóveis e a obrigou a entregar-lhe todas as palavras-passes das contas das suas redes sociais.

A partir desse momento, a vítima não parou de sofrer agressões físicas, sexuais e ainda recebeu ameaças de morte por parte do ex-namorado. “Num dos últimos episódios de violência, o agressor sequestrou a vítima, colocando-a na mala da sua viatura e transportando-a até sua casa, onde a manteve contra a sua vontade durante dois dias, até que a mesma conseguisse fugir e refugiar-se em casa dos seus pais, onde chamou as autoridades e denunciou a situação”, explica a GNR.

Como último incidente, o jovem tentou arrombar a pontapé a porta de casa dos pais da rapariga, “conduta que culminou com o cumprimento do mandado de detenção do agressor e com a apreensão de um veículo e diversas armas brancas”, indicou a GNR.

No passado dia 16 de janeiro, o detido esteve presente no primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Paredes, “onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de afastamento da residência da vítima e proibição de a contactar por qualquer forma ou meio, controlado por pulseira eletrónica”.

É de mencionar que, no final do ano passado, o agressor de 21 anos ficou sinalizado na GNR, por ter ajudado um amigo a espancar, com uma soqueira, o atual namorado da ex-companheira.

 

 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×