7/3/21
 
 
Polícia russa detém ativistas que iam receber Navalny

Polícia russa detém ativistas que iam receber Navalny

Jornal i 17/01/2021 15:13

O líder da oposição ao Kremlin, regressa à Rússia depois de quase cinco meses de tratamento médico na Alemanha, após ser envenenado por uma substância tóxica de uso militar, que segundo o ativista foi ordenado pelo Presidente russo Vladimir Putin.

Agentes da polícia russa detiveram, em São Petersburgo, vários ativistas que iriam receber o líder da oposição russa Alexei Navalny, que chega hoje à capital russa vindo de Berlim, de acordo com a rádio Eco de Moscovo.

Segundo a estação moscovita, citada pela agência Efe, entre as pessoas detidas encontra-se a coordenadora da organização de Navalny em São Petersburgo, Irina Fatianova, e o ativista Ilya Gantvar.

Ambos foram detidos quando estavam prestes a embarcar num comboio com destino a Moscovo.

Milhares de pessoas manifestaram nas redes sociais a sua vontade de ir ao aeroporto moscovita de Vnukovo para receber Alexei Navalny, apesar das advertências do Ministério Público da capital russa de que levará a cabo ações legais a quem participe numa "atividade pública não autorizada".

No entanto, não só os defensores de Navalny expressaram o seu desejo de ir ao aeroporto, mas também os seus detratores: a formação nacionalista Za Pravdu (Pela Verdade), do escritor Zakhar Prilepin, convocou uma contramanifestação em Vnukovo.

Alexei Navalny, de 44 anos, anunciou que chegará a Moscovo, vindo de Berlim, no voo DP936 da companhia aérea Pobeda (Vitória, em russo), cuja chegada está prevista para as 19:20 horas locais (16:20 em Lisboa).

O líder da oposição ao Kremlin, regressa à Rússia depois de quase cinco meses de tratamento médico na Alemanha, após ser envenenado por uma substância tóxica de uso militar, que segundo o ativista foi ordenado pelo Presidente russo Vladimir Putin.

 

 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×