18/6/21
 
 
Uber Eats. Limite nas comissões prejudica quem usa aplicação

Uber Eats. Limite nas comissões prejudica quem usa aplicação

Jornal i 14/01/2021 14:49

Em reação à nova medida do Governo, Uber Eats diz que vai “analisar as alterações necessárias”.

O Governo foi claro: no que diz respeito às plataformas de entrega de refeições ao domicílio, as taxas e comissões que cobram os operadores económicos pelo serviço não podem exceder os 20%.

Em reação a essa medida – que surgiu no âmbito do anúncio do novo confinamento – a Uber Eats diz que essas limitações vão forçar a empresa “a alterar” a forma como opera, “prejudicando todos os que utilizam a nossa aplicação e que queremos apoiar”.

Fonte oficial da empresa diz ainda que “estas medidas tornam o serviço menos acessível para os consumidores, o que limitará a procura dos restaurantes e consequentemente as oportunidades dos milhares de pessoas que fazem entregas com a nossa aplicação”.

Nesse sentido, a Uber Eats vai agora “analisar as alterações necessárias, procurando minimizar o impacto negativo que esta alteração terá para todos neste novo confinamento”.

A mesma nota dá ainda conta que “apoiar o setor da restauração nesta pandemia” tem sido uma das “prioridades no último ano”.

E fala nos investimentos: “Desde março de 2020 que investimos financeiramente num plano para ajudar os mais de 6000 restaurantes e comerciantes - e as milhares de pessoas que dependem deles para trabalhar - continuando a garantir um serviço de entrega aos consumidores. O nosso foco é aumentar o volume de negócios dos restaurantes e ajudar na sua adaptação ao delivery”, remata a empresa. 

Recorde-se que a medida do Governo está relacionada com queixas que foram feitas pelo setor da restauração à Deco Proteste contra estas aplicações. A Deco já tinha acusado aplicações como Uber Eats e Glovo de “abuso de poder” pelas comissões praticadas.

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×