28/1/21
 
 
Vítor Rainho 08/01/2021
Vítor Rainho

vitor.rainho@ionline.pt

Santo António Costa, rogai por nós

A carneirada destrói este país e os exemplos vêm do 25 de Abril ou até de tempos de antanho. Quantos bufos não passaram no dia 26 de abril a dizer que sempre foram do PCP quando tinham mandado, até dia 24, vários comunistas para as prisões para serem torturados?

Os portugueses, regra geral, não são muito bons a perspetivar o futuro, mas são brilhantes a desenrascar-se – quem ousa pensar à frente é recorrentemente desprezado pelos seus pares. Mas, no meio desta desgraça toda que nos assola, nada como ler textos de costistas que anunciam ao mundo que 2021 vai ser um grande ano para Portugal porque vamos ter dinheiro como nunca tivemos.

Não estão aqui em causa os costistas – no passado foram os coelhistas, socratistas, cavaquistas e afins. O que se passa é que a maior parte da massa crítica pública depende de quem está no poder, seja por negócios de advocacia, imobiliários, empresariais e por aí fora, e isso tolda-lhes o pensamento. Só por essa razão se veem cronistas defenderem que vem aí o paraíso, já que Portugal vai crescer muito mais do que os outros países.

Como disse, e para que fique claro, a carneirada destrói este país e os exemplos vêm do 25 de Abril ou até de tempos de antanho. Quantos bufos não passaram no dia 26 de abril a dizer que sempre foram do PCP quando tinham mandado, até dia 24, vários comunistas para as prisões para serem torturados? O que se passa atualmente não difere muito dos tempos das cortes, onde os bobos animavam o rei e restante família monárquica.

Leia o artigo completo na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×