14/4/21
 
 
Vem aí (muito) frio. Proteção Civil deixa recomendações

Vem aí (muito) frio. Proteção Civil deixa recomendações

Dreamstime Jornal i 23/12/2020 15:57

De 24 a 27 de dezembro prevê-se vento e tempo frio. Várias zonas do país vão atingir temperaturas negativas no dia de Natal.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) alertou, esta quarta-feira, para os efeitos expectáveis do tempo frio que se vai fazer sentir nos próximos dias e lembrou as medidas preventivas a adotar.

Em comunicado, a Proteção Civil lembra que, de acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), de 24 a 27 de dezembro prevê-se vento e tempo frio, nomeadamente uma descida da temperatura mínima em todo o território do Continente. Na quinta-feira, 24 de dezembro, a temperatura mínima vai variar entre -1ºC e 10ºC e a máxima entre 5ºC e 17ºC. Na sexta-feira, 25 de dezembro, a temperatura mínima vai atingir valores entre -3ºC e 9ºC e a temperatura máxima entre 4ºC e 18ºC. É ainda esperado vento de quadrante Leste, que vai soprar mais intensamente nas terras altas (até 80 km/h), a partir da madrugada.

Face a esta previsão, a ANEPC alerta para a possibilidade de formação de neblina ou nevoeiro, para a formação de gelo e geada e para o desconforto térmico elevado, devido à descida da temperatura mínima e aumento da intensidade do vento. Poderão ainda ocorrer intoxicações, por inalação de gases, devido a inadequada ventilação em habitações onde se utilizem aquecimentos com lareiras e braseiras ou incêndios em habitações, resultantes da sua má utilização. A Proteção Civil lembra que é necessária especial atenção aos grupos populacionais mais vulneráveis - crianças, idosos e pessoas portadoras de patologias crónicas e população sem-abrigo.

“A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados”, lê-se.

Assim, a ANEPC pede que se evite a exposição prolongada ao frio e às mudanças bruscas de temperatura, aconselha a manter o corpo quente através do uso de várias camadas de roupa, folgada e adaptada à temperatura ambiente, a proteção das extremidades do corpo, usando luvas, gorro, meias quentes e cachecol, e calçado quente e antiderrapante, bem como a ingestão de sopas e bebidas quentes, evitando o álcool que proporciona uma falsa sensação de calor.

A Proteção Civil recomenda ainda que se acautele a prática de atividade física no exterior e pede especial atenção aos aquecimentos com combustão. Além de se assegurar uma adequada ventilação das habitações, quando não for possível evitar o uso de braseiras ou lareiras, deve também evitar-se o uso de dispositivos de aquecimento durante o sono, desligando sempre quaisquer aparelhos antes de se deitar.

A autoridade aconselha ainda a que se tenha atenção a condução em locais onde se forme gelo na estrada, adotando uma condução defensiva.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×