2/3/21
 
 
Presidenciais. Debate entre socialistas focado no Presidente que "apoiou a geringonça"

Presidenciais. Debate entre socialistas focado no Presidente que "apoiou a geringonça"

Luís Claro 10/12/2020 17:16

Três deputados socialistas juntaram-se para debater as presidenciais. Não faltaram avisos de que o segundo mandato de Marcelo vai ser diferente.

Edite Estrela gostaria que Marcelo Rebelo de Sousa fosse “menos frenético”, mas prefere ignorar esses “pequenos defeitos” e olhar para as “grandes qualidades” do atual Presidente da República. A deputada socialista justificou assim o apoio ao ex-líder do PSD num debate entre socialistas sobre as eleições presidenciais.

“Marcelo Rebelo de Sousa apoiou a geringonça. Não levantou a menor dificuldade”, lembrou a vice-presidente da Assembleia da República, num debate no podcast Política com Palavra.

Edite Estrela respondia aos avisos lançados pelos seus “camaradas” de partido de que o segundo mandato vai ser diferente e mais próximo da direita. Pedro Bacelar Vasconcelos, deputado socialista e apoiante de Ana Gomes, não tem dúvidas de que “o segundo mandato será substancialmente diferente do primeiro”. Para o constitucionalista, Marcelo, se for reeleito, vai reaproximar-se das “forças políticas que sempre o apoiaram e com as quais ele se identifica”.

Ascenso Simões, que apoia o candidato comunista,  alertou que “Marcelo Rebelo de Sousa vai querer sair da presidência em paz com os seus companheiros de viagem”.

O deputado socialista e apoiante de João Ferreira aproveitou para lembrar que Marcelo “não é um homem de esquerda”. Edite Estrela quis responder aos “queridos camaradas” e classificou Marcelo como um social-democrata. “Tenho de reconhecer que ele teve um comportamento exemplar. Sinto-me confortável com este apoio. Acho que ele é um social-democrata”, acrescentou a socialista.

Ascenso discordou e classificou “o professor como um democrata-cristão” que “sempre foi um homem colocado à direita no universo partidário português”.

 

Quem apoia quem

O PS decidiu não apoiar nenhum candidato nas eleições presidenciais do dia 24 de janeiro. Os socialistas dividem-se entre Marcelo Rebelo de Sousa e Ana Gomes. Entre os apoiantes do atual presidente da República, estão Ferro Rodrigues, Fernando Medina e João Soares.

A ala esquerda do partido apoia a ex-eurodeputada socialista. Manuel Alegre, João Cravinho, Vera Jardim, Pedro Nuno Santos ou Duarte Cordeiro são alguns dos nomes que estão ao lado de Ana Gomes.

Isabel Soares, diretora do Colégio Moderno, também está com a militante socialista desde a primeira hora e vai ser a mandatária nacional da candidatura de Ana Gomes (ver texto ao lado).

João Ferreira também tem apoios entre os socialistas. Ascenso Simões e Isabel Moreira, deputados socialistas, declararam apoio ao candidato dos comunistas.

Já Marisa Matias, que volta a candidatar-se, anunciou esta quarta-feira que conta com o apoio de Francisco Ramos, coordenador do Plano Nacional de Vacinação contra a covid-19. Francisco Ramos, secretário de Estado da Saúde em vários governos socialistas, vai participar, amanhã à noite, num comício virtual que “vai estrear um formato adaptado às restrições provocadas pela pandemia”.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×