8/3/21
 
 
8 de dezembro de 1951. Quando Kolobaric e o seu facalhão puseram a barra do Tejo em alvoroço!

8 de dezembro de 1951. Quando Kolobaric e o seu facalhão puseram a barra do Tejo em alvoroço!

Afonso de Melo 08/12/2020 09:29

Motim a bordo do cargueiro sueco Tunísia, que acabara de sair para o mar em direção a Marrocos. Um jugoslavo tresloucado ameaçava os 24 homens da tripulação de uma desgraça certa. Em redor, todas as embarcações entravam em alerta máximo.

Um salsifré tomou conta daquela noite calma, no Tejo. Sábado, domingo quase já, os postos de comunicações radiotelefónicos começaram a receber pedidos de auxílio do capitão do cargueiro sueco Tunísia, que saíra da barra umas horas antes com destino a Marrocos. De um momento para o outro, vira-se metido em sarilhos quando procurava dar ordens para a sala das máquinas. As suas diretivas eram ignoradas e o Tunísia corria o sério risco de encalhar.

Motim a bordo! Um fulano jugoslavo, de nome Marijan Kolobaric, de 28 anos, que ocupava o posto de azeitador, atirou-se ao primeiro-maquinista brandindo um facalhão colossal. Um medo-pânico tomou conta da tripulação que assistia a este ato tresloucado. Alvoroço completo, já com o capitão presente. Azar o seu: Kolobaric resolveu dirigir a sua fúria contra ele. Correu na sua direção de arma em punho, obrigando-o a esconder-se num compartimento de arrumos.

A ordem de regressar a Lisboa chegou finalmente. 

Leia o artigo completo na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×