20/6/21
 
 
Portugal com segundo pior dia de óbitos diários por covid-19 desde o início da pandemia

Portugal com segundo pior dia de óbitos diários por covid-19 desde o início da pandemia

AFP Jornal i 06/12/2020 15:01

Morreram 87 pessoas com covid-19 nas últimas 24 horas em Portugal, o mesmo que no dia 28 de novembro. Pior, só em outubro

Portugal contabilizou este domingo, dia 6 de dezembro, mais 3.834 contágios por covid-19 e 87 mortes devido ao novo vírus. Hoje é o segundo pior registo de mortes diárias por covid-19 no país, igualando o dia 28 de novembro. O pior dia, recorde-se, foi 16 de novembro, que reportou 91 óbitos relacionados com a doença.

Em comparação com sábado, que registou 6.087 infetados, houve uma queda acentuada em termos de número de casos, mas uma súbida no número de mortes, uma vez que no sábado foram reportadas 73 óbitos.

Assim, o país tem já um total acumulado de 322.474 infetados e 4.963 mortes.  

No que toca à distribuição de casos pelo território português, a região Norte continua a ser a mais afetada, com 2.258 casos a registar nas últimas 24 horas. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com mais 773, o Centro, com 500, o Alentejo, com 215 e o Algarve com mais 62 infetados. Nos Açores, há a registar 22 casos diários, segundo boletim da Direção-Geral da Saúde, e quatro na Madeira.

No que às mortes diz respeito, também o Norte superou o resto do país: houve mais 50 óbitos a lamentar. Surge a seguir Lisboa e Vale do Tejo, com 21 óbitos, a região Centro, com 14, o Alentejo, com mais dois. Açores, Madeira e Algarve não têm qualquer morte a registar associada ao novo vírus nas últimas 24 horas.

Deram entrada nos hospitais mais 39 infetados, num total de 3.268 internados, dos quais 514 estão a ser tratados em unidades de cuidados intensivos – menos três do que no dia anterior. Recuperaram mais 2.852 pacientes, num total de 243.055 curados em Portugal desde o início da pandemia.

Existem agora 74.456 casos ativos da doença, aos quais se juntaram 895 no último dia. As autoridades de saúde têm sob vigilância 77.420 pessoas, mais 223 do que ontem.

Pode consultar aqui o boletim completo da Direção-Geral da Saúde.

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×