19/1/21
 
 
Taça das Feiras. As cidades e a sua taça da infinita paciência...

Taça das Feiras. As cidades e a sua taça da infinita paciência...

Afonso de Melo 03/12/2020 08:42

A i Edição da Taça das Feiras (depois Taça UEFA e agora Liga Europa) começou em junho de 1955 e terminou em maio de 1958!

Hoje chama-se Liga Europa e é uma confusão, com os campeões dos países mais fracos do ranking europeu a serem para lá recambiados à mistura com os segundos e terceiros melhores de outras federações e ainda, a partir de certa altura, dos excedente da Liga dos Campeões. Durante anos foi a Taça UEFA, mas quis o destino que já nascesse de forma caótica no ano de 1955, aí com a nomenclatura de Taça das Cidades com Feira. A coisa era tão complexa que a primeira edição da competição teve início a 4 de junho de 1955 e fim a 1 de maio de 1958. Três anos para se decidir o vencedor, neste caso o Barcelona. É de estucha!

Mergulhemos, portanto, nessa estranha prova, investigando-lhe os pormenores. O Barcelona foi o vencedor, mas não jogava como Barcelona clube, jogava como clube representativo da cidade de Barcelona. Porque a Taça das Cidades com Feiras foi criada para ser jogada entre cidades. Outros dois clubes surgiram como representantes das suas cidades, o Inter de Milão, o Lausanne-Sport e o Birmingham City. Depois havia o London xi – que atingiria a final –, composto por jogadores do Chelsea, do Tottenham, do Westham, do Fulham, do Arsenal e do Queens Park Rangers. Com os jogos a espalharem-se ao longo de três anos, o treinador escolhido para fazer desta amálgama uma equipa, Joe Mears, do Chelsea, acabou por utilizar nada menos de 58 jogadores. Os resultados foram interessantes: 5-0 no campo do Basileia xi, no dia 4 de maio de 1955, e 3-2 à seleção de Frankfurt, em Wembley, no dia 26 de outubro desse ano. O grupo D da primeira fase era composto por essas três equipas. O grupo A contava com o Barcelona, a seleção de Copenhaga e a seleção de Viena, que resolveu desistir à última hora. O grupo B tinha Birmingham City, Inter e seleção de Zagreb. Finalmente, o grupo C contava com as seleções de Leipzig e de Colónia, que também desistiu, e com o Lausanne.

 

Leia o artigo completo na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×