24/1/21
 
 
Receita: Comer, comprar, viver e amar local... e tudo vai correr bem!

Receita: Comer, comprar, viver e amar local... e tudo vai correr bem!

Luis Nunes Photography | CASCAISPHOTO Chef Sílvia Ferreira-Campos 28/11/2020 18:41

Eu sei que já falei acerca deste tema imensas vezes, mas acho que agora mais do que nunca temos de o fazer – não só falar, mas também agir...

Ando à procura de frutos secos e ontem, ao falar com um fornecedor e após perguntar a origem dos produtos, o resultado foi: pinhão da China, amêndoas da Califórnia, noz de outro lugar qualquer... enfim, a verdade é que nenhum dos produtos do catálogo era local. Quando se está num pais onde há frutos secos e eles são de excelente qualidade, é quase um crime...

Bem, devo confessar que numa altura como esta deveríamos fazer um boicote a determinadas importações e apoiarmo-nos uns aos outros, e esse ponto deveria estar em pé de igualdade como o ser sustentável, não comer carne... Deveríamos ser mais apaixonados por essa causa. Sem fundamentalismos, apenas com humildade, generosidade e amor uns pelos outros.

Mas pronto, mais uma vez chamam-me para falar de comida, e não vá eu arreliar alguém, é melhor ficar quieta, porque o que não falta por aí é gente para nos deitar abaixo, nem que seja por uma vírgula fora do lugar. Pedantes...

Bem, então, um dos meus ingredientes de eleição, fruto tropical e que até tem coroa, é o ananás, rico em vitaminas, enzimas e antioxidantes.

Além de ser superversátil na cozinha e saboroso, traz muitos outros benefícios:

É digestivo, graças à presença de enzimas digestivas chamadas bromelina (apenas presentes no fruto fresco; não precisa de comprar suplementos)

É rico em vitamina C e potássio;

Contém muita água e poucas gorduras, tem baixo valor calórico;

É dos Açores e está em estação (eu sei, eu sei que também é caro mas, como dizia o poeta, tudo vale a pena se a alma não é pequena; então, uma vez por outra, vale a pena).

Esta receita veio daqueles dias lindos que tivemos e do belo domingo de sol com direito a praia e em que nos vêm à memória mojitos.

Não posso deixar de apelar a que:

- compremos mais nacional

- vamos comer a um restaurante

- vamos mais aos mercados e menos aos supermercados

- estejamos mais uns para os outros

 

Carpaccio de Ananás dos Açores com Calda de Mel e Hortelã

Ingredientes

1 ananás dos Açores
8 a 10 folhas grandes de hortelã da horta
1 copo de mel de Mação
1/4 copo de água

Método

Lave o ananás e corte em fatias muito finas. Se tiver, pode usar uma fiambreira, que fica fantástico e até liberta mais sumo que poderá usar depois para smoothies ou shots.

Para a calda

Combine todos os ingredientes numa panela pequena.
Esmague a hortelã com uma colher na lateral da panela para libertar os óleos.
Deixe ferver e depois deixe a cozinhar por mais 5 minutos, em lume brando.
Retire do lume.
Coe para um frasco de vidro com tampa, para descartar as folhas de hortelã. Refrigere e use quando for necessário.

Disponha o ananás num prato e regue com folhas de hortelã e amores-perfeitos. É ótimo como sobremesa ou como snack.

Se gosta de sabores exóticos, é um excelente acompanhamento para camarão ou porco, dando-lhes aquele toque oriental que adoramos.

A calda pode ser usada em fruta, mojitos ou no que o fizer mais feliz...

 

 

 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×