16/4/21
 
 
TAP não vai aderir ao regime de apoio extraordinário à retoma progressiva durante o mês de dezembro

TAP não vai aderir ao regime de apoio extraordinário à retoma progressiva durante o mês de dezembro

Jornal i 28/11/2020 12:17

Plano de reestruturação da companhia prevês rescisões e cortes nos salários.

A companhia portuguesa informou a CMVM que não vai aderir ao regime de apoio extraordinário à retoma progressiva durante o mês de dezembro.

“No âmbito do processo de apresentação do Plano de Reestruturação à Comissão Europeia, o Conselho de Administração da TAP entendeu adequado não prorrogar a adesão da TAP ao regime do Apoio Extraordinário à Retoma Progressiva durante o mês de dezembro de 2020”, lê-se no comunicado da transportadora.

Sublinhe-se que o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) adiantou, este sábado, que o plano de reestruturação da TAP prevê o despedimento de 500 pilotos e a redução em 25% dos seus salários.

A estrutura sindical revelou, numa comunicação aos associados, que durante a reunião de sexta-feira com a administração da TAP foi apresentada a intenção de a empresa “reduzir vencimentos em 25% e de despedir 500 pilotos TAP”.

O plano de reestruturação da TAP tem de chegar a Bruxelas até ao dia 10 de dezembro, sendo uma exigência da Comissão Europeia pela concessão de um empréstimo do Estado de até 1.200 milhões de euros, para fazer face às dificuldades da companhia, decorrentes do impacto da pandemia no setor da aviação.

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×