13/6/21
 
 
Países que retirem medidas para o Natal terão aumento de internamentos em janeiro

Países que retirem medidas para o Natal terão aumento de internamentos em janeiro

Jornal i 24/11/2020 10:35

ECDC revela que Portugal, ao contrário de Itália e Espanha, tem ficado abaixo dos valores estimados.

O Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC) avisa que se os países que tomaram novas medidas para travar o crescimento da pandemia, em outubro e novembro, as levantarem a 21 de dezembro, para permitir as reuniões familiares no Natal, os internamentos hospitalares aumentariam logo na primeira semana de janeiro.

Se essas medidas fossem suspensas, por exemplo, em 07 de dezembro, "o aumento de internamentos poderia começar a ocorrer antes de 24 de dezembro", referem as projeções do (ECDC).

Portugal deve atingir até ao final de novembro o pico de novos casos de covid-19, mas o pico de óbitos deve acontecer já em dezembro, com um número diário que se poderá manter elevado até ao Natal, ainda segundo as estimativas do centro europeu.

Ainda sobre Portugal, o relatório daquele órgão dá conta de que o país, ao contrário de outros como Espanha e Itália, ficou sempre abaixo dos valores estimados.

O ECDC prevê ainda que, dadas as medidas de resposta atualmente em vigor, "mais de metade dos Estados-Membros da União Europeia vão observar uma redução de mais de 50% no número diário de casos confirmados e uma redução subsequente na procura hospitalar associada e nos óbitos".

"Prevê-se que mais de dois terços dos Estados-Membros assistam a alguma diminuição na taxa diária de casos confirmados em consequência da política atual. Se o comportamento retornasse ao de início de abril de 2020, quando as medidas mais rigorosas estavam em vigor em toda a Europa, então todos os países deveriam ver um declínio na incidência de covid-19", refere o ECDC.

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×