19/1/21
 
 
Covid-19. Dois novos níveis de risco implementados

Covid-19. Dois novos níveis de risco implementados

Maria Moreira Rato 23/11/2020 08:30

Primeiro-ministro anunciou a implementação de mais dois níveis de risco e sublinhou que situação “é muito diversa” no território nacional.

A lista dos concelhos com risco de propagação do novo coronavírus de moderado a extremamente elevado foi atualizada e divulgada, este sábado, após o Conselho de Ministros extraordinário de sexta-feira. Os concelhos encontram-se agora divididos em quatro níveis: riscos moderado, elevado, muito elevado e extremo.

Entre os 278 concelhos de Portugal Continental, 213 integram a lista daqueles que têm mais restrições, sendo que antes eram 191. Tal significa que 37 entraram para a lista de maior risco, embora desta tenham saído 15 municípios, como Beja, Borba e Tavira.

 

Medidas gerais

O comunicado do Governo destaca o uso obrigatório de máscara nos locais de trabalho, a tolerância de ponto, suspensão da atividade letiva e apelo à dispensa de trabalhadores do setor privado nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro e a limitação da circulação de pessoas entre concelhos entre os dias 27 de novembro e 2 de dezembro e entre os dias 4 de dezembro e 8 de dezembro.

Quando um concelho regista até 240 casos de covid-19 por 100 mil habtantes – 65 concelhos integram esta lista – estamos perante o risco moderado de contágio. Foram 32 os concelhos que desceram de nível de risco. Idanha-a-Nova desceu dois níveis, passando de risco extremamente elevado para moderado. Inversamente, 101 concelhos subiram de nível. Alcanena, Alfândega da Fé, Crato e Portalegre subiram dois níveis: transitaram do risco elevado para extremamente elevado.

 

Risco elevado, muito elevado e extremamente elevado

Em todos os concelhos de risco elevado, isto é, os 86 que registam entre 240 e 480 casos por 100 mil habitantes, o recolher obrigatório durante a semana das 23 horas às 5 horas e o encerramento dos estabelecimentos comerciais às 22 horas e dos restaurantes e equipamentos culturais às 22h30 mantêm-se. Entra em vigor a possibilidade da realização de ações de fiscalização do cumprimento de teletrabalho obrigatório. O primeiro-ministro avançou mesmo que a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, já deu autorização para a concretização de “ações efetivas para se verificar o cumprimento desta obrigação [teletrabalho]”, tendo realçado que “há muitas mais pessoas a deslocar-se do que aquelas que deviam”.

Quando há mais de 960 casos de covid-19 por 100 mil habitantes (47 concelhos integram esta lista) e entre 480 e 960 casos de covid-19 por 100 mil habitantes (há 80 concelhos nestas condições), verificam-se os riscos extremamente elevado e muito elevado, respetivamente. Nestas zonas, as medidas aplicadas aos outros níveis de risco juntam-se ao alargamento das restrições de funcionamento e horário aplicadas nos dois primeiros fins de semana de recolhimento obrigatório.

 

Regra dos cinco

O Governo recomenda o distanciamento físico, a lavagem frequente das mãos, o uso obrigatório de máscara, a etiqueta respiratória e a utilização da aplicação Stayaway COVID como as regras primordiais para a luta bem-sucedida contra a pandemia.

Sublinhe-se que, no domingo, Portugal registou 4.788 novos infetados pelo coronavírus e 73 óbitos. O total acumulado desde o início da pandemia salda-se em 3.897 mortes por covid-19 e 260.758 casos, segundo o boletim divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×