1/12/20
 
 
Vítor Rainho 20/11/2020
Vítor Rainho

vitor.rainho@ionline.pt

"A multa é de 5 mil euros? Então fique com as chaves da casa"

“Ainda há dias, um fiscal estava a jantar num tasco no Estoril e, no final, levantou-se e passou uma multa de cinco mil euros porque o dono deixou uma equipa de futebol, que tinha chegado de autocarro, depois de um treino, jantar junta. Sabe qual foi a resposta do dono? Entregou as chaves do restaurante ao fiscal.

Penso que o desabafo que ouvi de dois ou três comerciantes se deve generalizar um pouco pelo país. O de ontem foi muito elucidativo. “Isto está uma loucura. Os fiscais entram doidos pelo restaurante adentro para ver se as mesas estão a dois metros umas das outras e não querem saber se a do meio tem o cartão a dizer reservado. Fazemos isso para ninguém se sentar, mas querem-nos obrigar a colocar um dístico a dizer que ninguém se pode sentar ali. É mais uma despesa e alguém deve faturar com esses dísticos”. Como estávamos interessados na conversa, o dono de um peculiar restaurante numa zona habitacional da zona de Queijas acrescentou: “Ainda há dias, um fiscal estava a jantar num tasco no Estoril e, no final, levantou-se e passou uma multa de cinco mil euros porque o dono deixou uma equipa de futebol, que tinha chegado de autocarro, depois de um treino, jantar junta. Sabe qual foi a resposta do dono? Entregou as chaves do restaurante ao fiscal. Então eles tomam banho juntos, andam de autocarro juntos e depois no restaurante é que têm de se separar?” 

Leia o artigo completo na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×