1/12/20
 
 
Endividamento da economia atinge novo recorde nos 738 mil milhões de euros

Endividamento da economia atinge novo recorde nos 738 mil milhões de euros

Jornal i 19/11/2020 12:16

Dívida das famílias, empresas e Estado cresceu 1,5 mil milhões de euros.

O endividamento da economia voltou a subir em setembro, pelo terceiro mês consecutivo. Assim, a dívida acumulada por famílias, empresas e Estado registou um crescimento de 1,5 mil milhões de euros e atingiu o recorde de 738 mil milhões de euros.

Os dados foram divulgados esta quinta-feira pelo Banco de Portugal que revela que desse valor, 335,3 mil milhões de euros dizem respeito ao setor público e 402,7 mil milhões de euros ao setor privado.

O crescimento é justificado pela entidade liderada por Mário Centeno pelo crescimento de 900 milhões de euros do endividamento do setor público e de 600 milhões de euros do endividamento do setor privado.

Diz ainda o Banco de Portugal que o incremento do endividamento do setor público refletiu-se, principalmente, no crescimento do endividamento face às próprias administrações públicas (que atingiu os 900 milhões de euros) e face ao setor financeiro, no mesmo valor. “Estes aumentos foram parcialmente compensados pela redução do endividamento face ao exterior”, justifica o Banco Central.

Já o crescimento do endividamento do setor privado resultou do acréscimo do endividamento dos particulares perante o setor financeiro, em 300 milhões de euros, e das empresas face ao exterior, igualmente em 300 milhões de euros.

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×