1/12/20
 
 
Marilyn Manson nega abusos sexuais a Evan Rachel Wood

Marilyn Manson nega abusos sexuais a Evan Rachel Wood

Jornal i 13/11/2020 14:37

“Evan Rachel Wood namorou com muita gente”, diz Manson, descartando suspeitas.

 

Depois de a atriz Evan Rachel Wood ter revelado, no ano passado, que tinha estado numa relação abusiva com um homem mais velho, isto quando tinha apenas 18 anos, não demorou para que os rumores cercassem Marilyn Manson, que manteve um relacionamento bastante público com Wood naquele período, indo ao ponto de expor a relação no videoclipe de Heart-Shaped Glasses, em cenas de cariz sexual bastante explícitas e que remetem para a obra-prima de Vladimir Nabokov, Lolita. Wood surge, assim, no papel da ninfeta, com Manson a aproveitar para extrair todo o potencial de controvérsia desse envolvimento com uma mulher 18 anos mais nova.

Depois das declarações de Wood em 2019, Marilyn Manson interrompeu de forma abrupta, em setembro passado, uma entrevista com a revista Metal Hammer quando a publicação o questionou acerca das alegações de abuso físico e psicológico que a atriz disse ter sofrido no decorrer de uma relação que começou no final da sua adolescência e terá durado alguns anos. Manson desligou o telefone e veio agora, através dos seus representantes, emitir um comunicado em que responde a dez perguntas que a revista enviou ao seu publicista. As perguntas ligavam-se ao relacionamento com a atriz, tendo como base o testemunho prestado por ela numa audição de um comité de segurança pública do estado da Califórnia e que orientou uma revisão da lei que alargou de três para cinco anos o prazo de prescrição para crimes de violência doméstica.

Manson e Wood anunciaram o seu noivado em janeiro de 2010, depois de terem iniciado uma relação em 2007. O compromisso viria a ser cancelado em agosto de 2010. No comunicado, os representantes do músico rechaçam a hipótese de o homem mais velho a quem a atriz se refere ser ele, afirmando que na altura em que as agressões terão acontecido, Wood “namorou com várias pessoas”. “Basta uma rápida pesquisa na internet para vos mostrar uma série de nomes [de namorados] que ninguém referiu”. Assim, Manson escuda-se das suspeitas que recaíram sobre ele, as quais foram feitas por “críticos anónimos”, e que se apoiaram em declarações feitas por ele, em 2009, numa entrevista à Spin, na qual dizia que uma das suas fantasias era “usar uma marreta contra Evan Rachel Wood e cortar-se 158 vezes”. “Isso foi, obviamente, uma entrevista teatral de uma estrela rock a promover um disco novo, e não um relato factual”, esclarece o comunicado. “O facto de Evan e Manson terem ficado noivos seis meses depois indica que ninguém encarou esta história de forma literal”.

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×