8/3/21
 
 
Portugal-França. A degola dos galos à chuva de Lisboa

Portugal-França. A degola dos galos à chuva de Lisboa

Afonso de Melo 13/11/2020 08:41

Foi apenas a segunda vitória da seleção nacional em nove jogos. Franceses goleados sem piedade: 4-0.

Dia 16 de março de 1927. A seleção nacional recebeu a França no velho Stadium do Campo Grande. Era apenas a sua nona partida após a estreia frente à Espanha, em Madrid, em dezembro de 1921. Nove jogos em seis anos demonstravam a pouca competitividade a que os selecionados portugueses eram sujeitos. Desses nove jogos, cinco foram derrotas – quatro perante a Espanha e uma, no ano anterior, com a França –, dois registaram empates (Checoslováquia e Hungria) e este assumiria a alegria gigante de uma segunda vitória, tendo sido a primeira à custa da Itália (1-0), em junho de 1925, em Lisboa.

O dia estava escuro, ameaçando chuva. Diziam os adivinhos destas coisas da meteorologia e do futebol que, se não chovesse, Portugal tinha mais hipóteses de vencer. O jornal Sempre Fixe passava de mão em mão entre os milhares de entusiastas que tinham ocupado as bancadas: trazia uma previsão sobre o encontro, com os perfis dos jogadores que iriam estar no relvado. A Rua do Lumiar estava entupida: mais de 15 mil pessoas tinham respondido à chamada irresistível de um desafio internacional. O general Óscar Carmona, Presidente da República, também não falhou. Era aclamado pela multidão, tal e qual como os jogadores. Passa pouco das quatro da tarde, muitos trouxeram as lancheiras e as merendas. A chuva desata a cair.

Leia o artigo completo na edição impressa do jornal i. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×